...PasseAndando Por Ai VIII...

quarta-feira, 30 de novembro de 2011
"Eu quero uma companhia de alegrias e fadigas. Que ande comigo e ajude a manter meu coração descalço. Que nossas fotografias abram os olhos para nunca parecerem indiferentes. Nenhuma torre será alta demais e nenhuma fada sera expulsa do conto. Vamos decretar que as estrelas caem de maduras, por isso o pedido precisa ser rápido, para não apodrecer no esquecimento. Os ciúmes podem ser disfarçados e os telefonemas do tipo "quero te ver". Que a gente faça arte andarilha com nossos chinelos desempedidos de caminhar. Quero mudar o sabor do vinho ao beber junto. Confessar uma culpa que nem carrego, se isso o fizer sorrir. É preciso que não haja minutos de silêncios glaciais e que a nossa janela é que faça a paisagem. Que a gente não deixe a vida ser carrasca de nos gastar o tempo sem estarmos juntos. Preciso de alguém que pegue o dia desajeitado e o ajeite num passeio à dois de bicicleta. Que eu durma ao lado do telefone esperando ele tocar. Uma companhia que tenha fome no olhar e que provoque cócegas nos meus olhos. Alguém que eu deseje ter ao lado ao acordar e que quando me olhe, eu pense: raras vezes na vida, alguém me olhou assim..."

1 comentários:

  1. Estou do começo ao fim neste texto da Angélica. Maravilhoso!! Já li e reli diversas vezes. L-I-N-D-O!!
    Abraços pra você e uma linda noite!