...ReCitando XIV...

segunda-feira, 21 de abril de 2014
~§~
Teus telhados e terraços
(um ponto, uma torre, um alvo)
da marquise ao arco,
(ao centro alto)
tua vista,
dentre bulevares
e encontros
o triunfo,
em olhares.
...
Bancos
em parques e praças,
pessoas e pássaros,
a contemplar teu jardins,
tuas obras
em repouso,
(o sorriso precioso)
dentre palavras
intactas
as pirâmides vítreas.
Monumentos
aos momentos
em proteção
do tempo.
...
Sob o céu de catedrais
teus monstros
&
tuas asas
em eternas casas,
representações
(maciças)
da pedra
aos picos.
Cores e brilhos,

dentre
chamas e santuários
tuas histórias
teus deuses

habitam ladrilhos.
...
Do fim ao começo,
sopram secas folhas
teus ciclos,
jazem tuas luvas
ao calor de teus galhos,
(finos dedos)
ao solo.
Das tintas linhas,
tuas pontes,
entrecortam
longos passos,

(passados)
água vinho ao rio
romances na taça se faça.
...
Velhos livros,
mapas e paisagens
(corações & chaves)
de histórias
continuas e correntes.
Viagens.
~§~
JJr.