...por ela XVI...

sábado, 27 de julho de 2013
*
Um lenço,
simples sinal
em sabedoria singela
se tornam sonhos a uma dama.
De outros tempos
delicadeza.
A renda, o perfume
rende-se
agraciado cavalheiro.
Cavalgas ao aroma
em adorno chapéu
coroa a teus olhos
iluminandos.
*
JJr.

*
Cirandeia a brisa
bela flor d'água.
Verdes gotas
embaladas de alegria
saia sedas ninho.
*
JJr.