...Musicando-Me Por Outros...

"Americaniusado"


Jokerman

Música: Bob Dylan/ Composição: Bob Dylan


Standing on the waters casting your bread
While the eyes of the idol with the iron head are glowing.
Distant ships sailing into the mist,
You were born with a snake in both of your fists while a hurricane was blowing.
Freedom just around the corner for you
But with the truth so far off, what good will it do?


Jokerman dance to the nightingale tune,
Bird fly high by the light of the moon,
Oh, oh, oh, Jokerman.


So swiftly the sun sets in the sky,
You rise up and say goodbye to no one.
Fools rush in where angels fear to tread,
Both of their futures, so full of dread, you don't show one.
Shedding off one more layer of skin,
Keeping one step ahead of the persecutor within.


Jokerman dance to the nightingale tune,
Bird fly high by the light of the moon,
Oh, oh, oh, Jokerman.


You're a man of the mountains, you can walk on the clouds,
Manipulator of crowds, you're a dream twister.
You're going to Sodom and Gomorrah
But what do you care? Ain't nobody there would want to marry yoursister.
Friend to the martyr, a friend to the woman of shame,
You look into the fiery furnace, see the rich man without anyname.


Jokerman dance to the nightingale tune,
Bird fly high by the light of the moon,
Oh, oh, oh, Jokerman.


Well, the Book of Leviticus and Deuteronomy,
The law of the jungle and the sea are your only teachers.
In the smoke of the twilight on a milk-white steed,
Michelangelo indeed could've carved out your features.
Resting in the fields, far from the turbulent space,
Half asleep near the stars with a small dog licking your face.


Jokerman dance to the nightingale tune,
Bird fly high by the light of the moon,
Oh. oh. oh. Jokerman.


Well, the rifleman's stalking the sick and the lame,
Preacherman seeks the same, who'll get there first isuncertain.
Nightsticks and water cannons, tear gas, padlocks,
Molotov cocktails and rocks behind every curtain,
False-hearted judges dying in the webs that they spin,
Only a matter of time 'til night comes steppin' in.


Jokerman dance to the nightingale tune,
Bird fly high by the light of the moon,
Oh, oh, oh, Jokerman.


It's a shadowy world, skies are slippery gray,
A woman just gave birth to a prince today and dressed him inscarlet.
He'll put the priest in his pocket, put the blade to the heat,
Take the motherless children off the street
And place them at the feet of a harlot.
Oh, Jokerman, you know what he wants,
Oh, Jokerman, you don't show any response.


Jokerman dance to the nightingale tune,
Bird fly high by the light of the moon,
Oh, oh, oh, Jokerman.

Coringa

Sobre as águas, jogando seu pão,
Enquanto os olhos do ídolo, com a cabeça de ferro, estão brilhando.
Barcos distantes rumo à bruma seguem seus cursos,
Você nasceu com uma cobra em seus pulsos, enquanto um furacão estava soprando
Liberdade logo ao virar a esquina para você
Mas, com a confiança tão longe, de que servirá?


Curinga dance para a melodia do rouxinol,
Pássaro, voe alto ao luar
Oh, oh, oh, Curinga.


O sol põe-se tão velozmente no céu,
Você se levanta e diz adeus para ninguém.
Tolos correm para lugares onde anjos temem pôr seus pés,
O futuro dos dois, tão cheios de temor, você não tem nenhum.
Mudando mais uma camada de pele,
Mantendo-se a um passo a frente do perseguidor dentro de você.


Curinga dance para a melodia do rouxinol,
Pássaro, voe alto ao luar
Oh, oh, oh, Curinga.


Você é um homem das montanhas, você pode andar nas nuvens,
Manipulador de multidões, você distorce sonhos.
Você irá para Sodoma e Gomorra,
Mas o que te importa? Lá ninguém vai querer casar com a sua irmã.
Amigo do mártir, um amigo da mulher que causa vergonha,
Você olha dentro da fornalha escaldante, vê um homem rico sem nome.


Curinga dance para a melodia do rouxinol,
Pássaro, voe alto ao luar
Oh, oh, oh, Curinga.


Bem, o Livro do Livítico e Deuteronômio,
A lei da selva e do mar são seus únicos professores.
Na fumaça do crepúsculo sobre um corcel lácteo,
Michelangelo realmente poderia ter esculpido sua feição.
Repousando nos prados, longe do espaço turbulento,
Meio adormecido perto das estrelas, com um pequeno cachorro lambendo seu rosto.


Curinga dance para a melodia do rouxinol,
Pássaro, voe alto ao luar
Oh, oh, oh, Curinga.


Bem, o fuzileiro aproxima-se silenciosamente dos doentes e aleijados,
O pregador busca o mesmo, quem chegará lá primeiro é incerto.
Cassetetes e canhões de água, gás lacrimejante, cadeados,
Coquetéis molotov e pedras atrás de cada cortina,
Juízes pérfidos morrendo nas teias que eles mesmos tecem,
É só uma questão de tempo até que a noite se instale.


Curinga dance para a melodia do rouxinol,
Pássaro, voe alto ao luar
Oh, oh, oh, Curinga.


É um mundo sombrio, céus são escorregadiamente cinzentos,
Uma mulher acabou de dar à luz a um príncipe hoje e o vestiu de escarlate.
Ele irá pôr o padre no bolso, pôr a lâmina para aquecer,
Tirem as crianças sem mães da rua
E coloquem-nas aos pés de uma meretriz.
Oh, Curinga, você sabe o que ele quer,
Oh, Curinga, você não demonstra nenhuma reação.


Curinga dance para a melodia do rouxinol,
Pássaro, voe alto ao luar
Oh, oh, oh, Curinga.


Better Than

Música: John Butler/ Composição: John Butler Trio


All you want is
What you can’t have
And if you just look around man
You see you got magic
So just sit back relax
Enjoy it while you still have it
Don’t look back on life man and only see tragic

Because you could be better than that
Don't let it get the better of you
What could be better than now
Life’s not about what’s better than
You can be better than that
Don't let it get the better of you
What could be better than now
Life’s not about what’s better

All the time while you’re looking away
There are things you can do man
There’s things you can say
To the the ones you’re with
With whom you’re spending your today
Get your gaze off tomorrow
And let come what may

All I know is sometimes things can be hard
But you should know by now
They come and they go
So why, oh why
Do I look to the other side
'Cos I know the grass is greener but
Just as hard to mow

Life’s not about what’s better than

Melhor Que

Tudo que você quer é
o que você não pode ter
E se você só olhar em volta
Você verá que tem magia
Então se sente e relaxe
Aproveite-a enquanto você ainda a tem
Não olhe para o seu passado e só veja tragédia

Por que você pode ser melhor que isso
Não deixe isso tirar o melhor de você
O que poderia ser melhor que agora
A vida não é sobre o que é melhor que...
Você pode ser melhor que isso
Não deixe isso tirar o melhor de você
O que poderia ser melhor que agora
A vida não é sobre o que é melhor que...

Todo o tempo enquanto você está parecendo distante
Há coisas que você pode fazer
Há coisas que você pode dizer
Para aqueles que estão com você
E com quem você está passando o seu hoje
Tire seus olhos do amanhã
E deixe vir o que pode vir

Tudo que eu sei é que algumas vezes as coisas podem ser difíceis
Mas você já deveria saber disso a essa altura..
Elas vem e elas vão
Então por que, oh por que
Eu olho para o outro lado
Por que eu sei que a grama é mais verde
Mas é igualmente dificil de cortar...

A vida não sobre o que é melhor que...

Cortez The Killer

Música: Neil Young/ Composição: Neil Young


He came dancing across the water
With his galleons and guns
Looking for the new world
In that palace in the sun.

On the shore lay Montezuma
With his coca leaves and pearls
In his halls he often wondered
With the secrets of the worlds.

And his subjects gathered 'round him
Like the leaves around a tree
In their clothes of many colors
For the angry gods to see.

And the women all were beautiful
And the men stood straight and strong
They offered life in sacrifice
So that others could go on.

Hate was just a legend
And war was never known
The people worked together
And they lifted many stones.

They carried them to the flatlands
And they died along the way
But they built up with their bare hands
What we still can't do today.

And I know she's living there
And she loves me to this day
I still can't remember when
Or how I lost my way.

He came dancing across the water
Cortez, Cortez
What a killer.

Cortez O Assassino

Ele veio dançando sobre a água
Com seus galeões e armas
Olhando para o novo mundo
Nesse palácio no sol.


Na costa leigos Montezuma
Com folhas de coca e suas pérolas
Em seus salões, ele sempre quis saber
Com os segredos dos mundos.


E seus súditos se reuniram em volta dele
Como as folhas em torno de uma árvore
Em suas roupas de muitas cores
Para os deuses com raiva de ver.


E a todas as mulheres eram lindas
E os homens ficaram em linha reta e forte
Eles ofereceram a vida em sacrifício
Para que outras pessoas pudessem ir em frente.


Ódio era apenas uma lenda
E a guerra nunca foi conhecida
As pessoas trabalharam juntas
E levantaram muitas pedras.


Os levaram para a lezíria
E morreram ao longo do caminho
Mas eles construíram com as próprias mãos
O que nós ainda não podemos fazer hoje.


E sei que ela esta vivendo lá
E vai me amar até este dia
Eu não consigo me lembrar quando
Ou como perdi meu caminho.


Ele veio dançando pela água
Cortez,Cortez
O que um assassino?

We Walk In A Dream

Musica: Live/ Composição: Live



I was wrong
we are not these bodies alone
in a dream with a mind of its own
I, I know you long
to be tethered and tied to the heart of the one
the one that be layin' you down
on that ancient ground
nothin' more to be found
ah yeah

now we walk in the dream
but dream no more
to live a life in love the only thing in
common was
we knew there was somethin' more
now we walk in the dream
but dream no more
to live a life in love
to hear the voice in the wilderness
the other side of the door
somethin' more

i feel strong
i'm finally at peace
the war is all gone
by no cause of my own
like an eagle cuts through the air
no time for fear
faith in his wings takes him there

now we walk in the dream
but dream no more
to live a life in love the only thing in
common was
we knew there was somethin' more
now we walk in the dream
but dream no more
to live a life in love
to hear the voice in the wilderness
the other side of the door
somethin' more!

more than these
women in the streets pullin' out their hair
somethin' more
somethin' more than all the pain we feel
somethin' more
more than we could dream of, all light
love-bliss, no death and no fear
no fear!!!

now we walk in the dream
but dream no more
to live a life in love the only thing in
common was
we knew there was somethin' more
now we walk in the dream
but dream no more
to live a life in love
to hear the voice in the wilderness
the other side of the door
somethin' more

i was wrong
oh yeah, i was wrong

Nós Andamos Num Sonho


Eu estava errado
Nós não estamos com esses corpos sozinhos
Num sonho com uma mente própria
Eu, Eu sei você ambiciona
Ser o amarrado
E cansado para o coração de alguém
Alguém que te põe prá baixo
Numa terra antiga
Com nada para seja encontrado
Ah yeah



Agora nós andamos num sonho
Mas sonho nunca mais
Viver uma vida em amor
A unica coisa em comum foi
Nós soubemos que havia algo mais
Agora nós andamos num sonho
Mas sonho nunca mais
Viver uma vida de amor
Escutar a voz selvagem
Do outro lado da Porta
Algo mais



Me sinto forte
Eu Estou finalmente em paz
Toda a guerra já passou
Mas por nenhuma causa minha
Como uma águia corta através do ar
Sem tempo para o medo
Com Fé nas asas que lhe levam



Agora nós andamos num sonho
Mas sonho nunca mais
Vviver uma vida em amor
A unica coisa em comum foi
Nós soubemos que havia algo mais
Agora nós andamos num sonho
Mas sonho nunca mais
Viver uma vida de amor
Escutar a voz selvagem
Do outro lado da Porta
Algo mais



Mais que essas
Mulheres na rua pulando fora mais
Algo mais
Algo mais que toda a dor que nos sentimos
Algo mais
Mais do que podemos sonhar, toda luz
Amor fácil, sem morte e sem medo
Nenhum medo!!!



Agora nós andamos num sonho
Mas sonho nunca mais
Vviver uma vida em amor
A unica coisa em comum foi
Nós soubemos que havia algo mais
Agora nós andamos num sonho
Mas sonho nunca mais
Viver uma vida de amor
Escutar a voz selvagem
Do outro lado da Porta
Algo mais



Eu estava errado
Oh Yeah, eu estava errado


Crazy

Musica: John Butler Trio/ Composição: John Butler


Take a look around and what do I see
It looking like the whole world's goin just a little crazy
And I know it can't be all of them and just not me
So I guess I'm going just a little crazy

Take a look around and what do I see
Far too many people watching their colour TV
Well, you might as well hang yourself
Right up from a tree
Cos you be starving your brain
If you're watching too much TV

And all that it's telling you is good is bad
And all that it's telling you is that your happy is sad
And all that it's telling you is that you are to fat
And we are what we are, that's all we are

Take a look around and what do I see
A goddamn government that couldn't give a fuck about you
Or me
Can't even get his shit together, come up with one good
Policy
A goddamn government that couldn't give a fuck about you
Or me

All that they care about it that you pay your tax
And all that they care about is that you pay off your land
And all that they care about is that you obey on command
And we do, and we do, and we're all mad.

Louco

Dê uma olhada a sua volta e o que você vê
É como ir à procura de todo o mundo um pouco louco
E eu sei que não podem ser todos eles e simplesmente não eu
Então eu acho que estou indo apenas um pouco louco

Dê uma olhada a sua volta e o que você vê
Demasiadas pessoas assistindo suas TVs a cores
Bem, você poderia muito bem se pendurar
Mesmo em cima de uma árvore
Porque você esta estorvando seu cérebro
Se você está assistindo muita TV.

E tudo o que está dizendo que o seu bom é ruim
E tudo o que ela está dizendo é que sua felicidade está triste
E tudo o que ela está dizendo é que você é gordo
E nós somos o que somos, isso é tudo o que somos

Dê uma olhada a sua volta e o que você vê
Um governo de merda que não poderia foder você
Ou eu
Não podem nem começar suas merdas juntos, chegar a um bom
Político
Um governo de merda que não poderia foder você
Ou eu

E tudo que se preocupam é que você pague seu imposto
E tudo o que importa é que você pague a sua terra
E tudo o que importa é que você obedeça ao seu comando
E o que fazemos, e fazemos, e nós somos todos loucos.


Dream Of Unity

Musica: Bad Religion/ Composição: John Butler
I had a dream of unity
where we would walk side by side
but today I see that it's only me
just tryin' to get by
sometimes we strive undeterred
to walk as one toward our goals
but as people stray toward more selfish ways
we see we have no control
I had a dream of unity
where we would walk side by side
but today I see that it's only me
just tryin' to get by
just tryin' to get by

Sonho De União

Eu tive um sonho de união
Onde nós caminharíamos lado a lado
Mas hoje eu vejo que sou só eu
Tentando sobreviver
Às vezes nós nos esforçamos
Para alcançar nossas metas como um só
Mas então as pessoas se pendem em rumos egoistas
Nós vemos que não temos nenhum controle
Eu tive um sonho de união
Onde nós caminharíamos lado a lado
Mas hoje eu vejo que sou só eu
Tentando sobreviver
Tentando sobreviver


Free as a Bird

Música: The Beatles/ Composição: John Lennon


Free As A Bird
Free As A Bird,
It's the next best thing to be free as a bird.
Home, home and dry.
Like a homing bird I fly, as a bird on wings.Whatever happened to the life that we once knew
Can we really live without each other
Where did we lose the touch
That seemed to mean so much
It always made me feel so
Free as a bird,
It's the next best thing to be free as a bird.
Home, home and dry
Like a homing bird I fly, as bird on wingsWhatever happened to the life that we once knew
Always made me feel soooo
Free


Free as a bird
It's the next best thing to be
Free as a bird
Free as a bird
Free as a bird.

Livre Como Um Pássaro

Livre Como Um Pássaro
Livre como um pássaro,
É a próxima melhor coisa para ser livre como um pássaro.
Em casa, em casa e seco.
Como um beija-flor eu voo, como um pássaro sobre asas.
O que quer que tenha acontecido com a vida que nós uma vez conhecemos
Nós realmente podemos viver um sem o outro?
Onde nós perdemos o contato?
Isso pareceu significar tanto
Isso sempre me fez sentir tão
Livre como um pássaro,
É a próxima melhor coisa para ser livre como um pássaro.
Em casa, em casa e seco
Como um beija-flor eu voo, como um pássaro sobre asas
O que quer que tenha acontecido com a vida que nós uma vez conhecemos
Sempre me fez sentir tãooo
Livre


Livre como um pássaro
É a próxima melhor coisa para ser
Livre como um pássaro
Livre como um pássaro
Livre como um pássaro.
 

Sweet Scented Figure

Música: Scott Mattews/ Composição: Scott Mattews


Say pretty now watch the wishes fall,
Way patient now never learn till you call.   
Silence so sweet feel the dreams unfold,   
I awake in my sleep and it's you I hold.   
Oh oh I gaze at the way that the colours merge into a beautiful view, 
But nothing compares to the path that i tread on now,   
And I'm led into,  
the rise to my senses I follow the sweet -scented figure I tasted now,   
Taste I can only describe as a dream I once had  
It tastes so good.  
Surmise my soul to the depths of your waves.   
Under lock and key is the feeling i crave.   
Sooner we ache with the touch of your skin.   
You're living proof that there's healing within.   
 
Oh oh I gaze at the way that the colours merge into a beautiful view   
But nothing compares to the path that I tread on now   
And I'm led into,  E eu sou levado a, 
the rise to my senses I follow the sweet -scented figure I tasted now   
Taste I can only desribe as a dream I once had   
It tastes so good
.

Figura Doce E Perfumada

Diga docemente agora assistindo a queda dos desejos,
Caminhe paciente agora nunca aprendendo até chamar.
Silêncie tão doce sentindo os sonhos se desenrolam,
Eu acordei do meu sono e é você quem eu segurava.

Oh, oh, eu olho para a maneira que as cores se fundem em uma bela vista,
Mas nada se compara ao caminho que eu ando agora,
E eu sou levado,

em ascensão aos meus sentidos. Eu sigo a figura doce e perfumada que eu provei agora,
Só posso descrever como um sonho que tive
Supondo minha alma das profundezas das suas ondas.
Tem um gosto tão bom.

Trancado e a chave é o sentimento que eu desejo.
Quanto mais cedo se ache com o toque da sua pele.
Você é a prova viva de que não há cura interior.


Oh, oh, eu olho para a maneira que as cores se fundem em uma bela vista
Mas nada se compara com o caminho que eu ando agora
a ascensão aos meus sentidos. Eu sigo a figura doce e perfumada que eu provei agora
Só posso descrever como um sonho que tive
Tem um gosto tão bom.


Boy Lilikoi

Música: Jónsi/ Composição: Jónsi.



I want to be a lilikoi-boy-lilikoi
You grind your claws, you howl, you growl unafraid of all colour
You run, you're free, you climb and dress trees - You reignite
You growl, you howl, you show your teeth
You bite, it's alright

Go, say no more, use your eyes, the world goes and flutters by
Use your eyes, you'll know you are
Use your eyes, the world goes and flutters by
Use your eyes, you'll know you are

Why me, my boy, you burn so bright, do you illuminate?
One day you're out, you give up the fight, you slow down heart-rate

We all grow old, use your life, the world goes and flutters by
Use your life, you'll know you are
Use your life, the world goes and flutters by
Use your life, you'll know you are

Electricity wires are down, rainbow colours fade into brown
I dreamt you were smiling, shifting for good
Courageous boy, now you are gone
And run past the years, no place to go
Your spirit is grand, so life goes on
You are....... (light)
You are....... (light)

I want to be a lilikoi-boy, you...
You grind your claws, you howl, you growl, unafraid of all colour

Electricity wires are down, rainbow colours fade into brown
I dreamt you were smiling, shifting for good
Courageous boy, now you are gone
You run past the years, no place to go
Your spirit is grand, so life goes on
You are....... (light)
You are....... (light)

Garoto Lilikoi

Eu quero ser um garoto-lilikoi-lilikoi
Você afia suas garras, você ruge, você rosna destemido de todas as cores
Você corre, você é livre, você sobe e veste árvores - Você reacende
Você ruge, você rosna, você mostra seus dentes
Você morde, está tudo bem


Vá, não diga mais nada, use seus olhos, o mundo continua e vibra
Use seus olhos, você saberá que é
Use seus olhos, o mundo continua e vibra
Use seus olhos, você saberá que é


Porque a mim, meu garoto, você queima tão brilhante, você ilumina?
Um dia você está fora, você desiste da luta, você desacelera os batimentos cardíacos


Todos nós envelhecemos, use sua vida, o mundo continua e vibra
Use sua vida, você saberá que é
Use sua vida, o mundo continue e vibra
Use sua vida, você saberá que é


Cabos de eletricidade estão desligados, cores do arco-íris tornam-se marrons
Eu sonhei que você estava sorrindo, deslocando-se para o bem
Garoto corajoso, agora você já se foi
E correu nos anos anteriores, não há para onde ir
Seu espírito é grandioso, então a vida segue em frente
Você é....... (luz)
Você é....... (luz)


Eu quero ser um garoto-lilikoi, você...
Você afia suas garras, você ruge, você rosna destemido de todas as cores


Cabos de eletricidade estão desligados, cores do arco-íris tornam-se marrons
Eu sonhei que você estava sorrindo, deslocando-se para o bem
Garoto corajoso, agora você já se foi
E correu nos anos anteriores, não há para onde ir
Seu espírito é grandioso, então a vida segue em frente
Você é....... (luz)
Você é....... (luz)


Selling The Drama

Música: Live / Composição: Ed Kowalczyk/ Chad Taylor/ Patrick Dahlheimer/ Chad Gracey


And to love, a god
And to fear, a flame
And to burn a crowd that has a name

And to right or wrong
And to meek or strong
It is known, just scream it from the wall

I've willed, I've walked, I've read
I've talked, I know, I know
I've been here before

Hey, now we won't be raped
Hey, now we won't be scarred like that
Hey, now we won't be raped
Hey, now we won't be scarred like that

It's the sun that burns
It's the wheel that turns
It's the way we sing that makes 'em dream

And to Christ, a cross
And to me, a chair
I will sit and earn the ransom
From up here

I've willed, I've walked, I've read
I've talked, I know, I know
I've been here before

Hey, now we won't be raped
Hey, now we won't be scarred like that
Hey, now we won't be raped
Hey, now we won't be scarred like that

And to love, a god
And to fear, a flame
And to burn a love that has a name

I've willed, I've walked, I've read
I've talked, I know, I know
I've been here before

Hey, now we won't be raped
Hey, now we won't be scarred like that
Hey, now we won't be raped
Hey, now we won't be scarred like that

Negociando O Drama


E para o amor: um deus
E para o medo: uma chama
E para queimar uma multidão que tem um nome


E para o certo ou o errado
E para o humilde ou o poderoso
Isto é saber, é só gritar ele da parede


Eu tive vontade, eu andei, eu li
Eu falei, eu sei, eu sei
Eu já estive aqui antes


Hey, agora a gente não vai ser roubado
Hey, agora a gente não vai ser assustado assim
Hey, agora a gente não vai ser roubado
Hey, agora a gente não vai ser assustado assim


É o sol que queima
É a roda que gira
É o jeito como a gente canta que faz dela um sonho


E para o cristo: uma cruz
E para mim: uma cadeira
Eu vou sentar e ganhar a salvação
Para o ceu


Eu tive vontade, eu andei, eu li
Eu falei, eu sei, eu sei
Eu já estive aqui antes


Hey, agora a gente não vai ser roubado
Hey, agora a gente não vai ser assustado assim
Hey, agora a gente não vai ser roubado
Hey, agora a gente não vai ser assustado assim


E para o amor: um deus
E para o medo: uma chama
E para queimar um amor que tem um nome


Eu tive vontade, eu andei, eu li
Eu falei, eu sei, eu sei
Eu já estive aqui antes


Hey, agora a gente não vai ser roubado
Hey, agora a gente não vai ser assustado assim
Hey, agora a gente não vai ser roubado
Hey, agora a gente não vai ser assustado assim

True Love

Música: Soldier Of Jah Army/ Composição: Soldier Of Jah Army.



Just like the land that bear the name Africa
Love is on my mind
It's for everyone no matter where you're from
Love, it cross all lines
Like the feeling of all the seasons changing
Love is a memory
And in these last days, when iniquity blazing
Truth love speaks

I need true love
Do you know what you mean to me
Does it show as I live and I breath
In the valley of the shadow, I know you'll be
I defense, I conquer death
I conquer the enemy

What is love really if it only affects, one aspect of life?
That's like a musician who only accepts, his own musical type
That's like a preacher who only respects sunday morning, and not
saturday night
That's how a soldier can come to reflect
that Love is more than a man and a wife

I need true love
Do you know what you mean to me
Does it show as I live and I breath
In the valley of the shadow, I know you'll be
I defense, I conquer death
I conquer the envy

In a time of plenty, Jah gonna keep I strong
Things get how and I keep cool, yeah
Jah gonna keep me strong
When In I cup is empty
Jah gonna keep I strong
When In I cup is full, yeah
Jah keep I from their temptation

I need true love
Do you know what you mean to me
Does it show as I live and I breath
In the valley of the shadow, I know you'll be
I defense, I conquer death
I conquer the enemy

Amor Verdadeiro


Assim como a terra que carrega o nome África,
O Amor está em minha mente.
É para todos, não importa de onde você é,
O Amor atravessa todas as barreiras
Como o sentimento de todas as estações mudando,
O Amor é uma memória, e nestes últimos dias,
quando a iniquidade resplandece,
O verdadeiro Amor fala


Eu preciso de um amor verdadeiro
Você sabe o que você significa pra mim
isto mostra como eu vivo e como eu respiro
E no vale da escuridão, eu sei que você vai estar
Eu me defendo, eu conquisto a morte
Eu conquisto o inimigo (inveja)


O que o amor é na realidade se somente afeta um aspecto de vida?
É como um musico que somente aceita, seu próprio jeito de musica.
É como um pregador que somente respeita domingo de manhã, e não
sábado a noite
É como um soldado pode vim a refletir
Que o amor é maior do que o homem e a mulher.


Eu preciso de um amor verdadeiro
Você sabe o que você significa pra mim
Isto mostra como eu vivo e como eu respiro
E no vale da escuridão, eu sei que você vai estar
Eu me defendo, eu conquisto a morte
Eu conquisto o inimigo (inveja)


Em um tempo de fartura, Jah vai me manter forte.
Coisas que me deixam bem, yeah
Jah vai me manter forte
Quando a taça de InI estiver vazia
Jah vai me manter forte
Quando a taça de InI estiver cheia, yeah
Jah me tirará da tentação


Eu preciso de um amor verdadeiro
Você sabe o que você significa pra mim
Isto mostra como eu vivo e como eu respiro
E no vale da escuridão, eu sei que você vai estar
Eu me defendo, eu conquisto a morte
Eu conquisto o inimigo (inveja)


Little Wing

Música: Jimi Hendrix/ Composição: Jimi Hendrix

Well, she's walking through the clouds
with a circus mind
that's running round.
Butterflies and zebras and moonbeams
and fairy tales,


That's all she ever thinks about ...


Riding with the wind.


When I'm sad, she comes to me
with a thousand smiles.
She gives to me free.


It's alright, she said,
it's alright.
Take anything you want from me,
You can take anything, anything.


Fly on, little wing
Yeah, yeah, yeah, little wing...

Asas Pequenas

Bem, ela está andando através das nuvens,
com uma mente fantasiosa
que corre rápido.
Borboletas e zebras e vaga-lumes
e contos de fadas,


Isso é tudo que ela sempre pensa...


Andando com o vento.


Quanto estou triste, ela vem até mim.
Com milhares de sorrisos,
que ela me dá de graça.


Está tudo bem, ela diz,
tudo bem.
Pegue o que você quiser de mim,
Pode pegar qualquer coisa, qualquer coisa.


Voe, asas pequenas.
Sim, sim, sim, asas pequenas.

Yellow

Música: Coldplay/ Composição: Coldplay



Look at the stars,
Look how they shine for you,
And everything you do,
Yeah, they were all yellow

I came along,
I wrote a song for you,
And all the things you do,
And it was called Yellow

So then I took my turn,
Oh what a thing to've done,
And it was all Yellow

Your skin
Oh yeah, your skin and bones,
Turn into something beautiful,
Do you know?
You know I love you so,
You know I love you so

I swam across,
I jumped across for you,
Oh what a thing to do
'Cos you were all yellow,

I drew a line,
I drew a line for you,
Oh what a thing to do,
And it was all yellow

And your skin,
Oh yeah your skin and bones,
Turn into something beautiful,
Do you know?
For you I'd bleed myself dry,
For you I'd bleed myself dry

It's true, look how they shine for you,
Look how they shine for you,
Look how they shine for...

Look how they shine for you,
Look how they shine for you,
Look how they shine...

Look at the stars,
Look how they shine for you,
And all the things that you do

Amarela


Olhe pras estrelas,
Olhe como elas brilham por você,
E por tudo o que você faz,
Sim, elas eram todas amarelas.
Eu progredi,
Eu escrevi uma canção para você,
E tudo que você faz,
E ela chamei de "amarela".
Então eu esperei minha vez,
Oh que coisa para se fazer,
E era tudo amarelo.
Sua pele,
Oh sim, sua pele e ossos,
Transformaram-se em algo bonito,
Você sabe?
Você sabe que eu te amo tanto,
Você sabe que eu te amo tanto.
Eu atravessei o oceano,
Eu superei barreiras por você,
Oh que coisa a se fazer,
Pois você estava toda amarela.
Eu tracei uma linha, (estabeleci um limite)
Eu tracei a linha por você,
Oh que coisa a se fazer,
E ela era toda amarela.
Sua pele,
Oh sim, sua pele e ossos,
Transformaram-se em algo bonito,
Você sabe?
Por você eu daria todo o meu sangue,
Por você eu daria todo o meu sangue.
É verdade, olhe como elas brilham para você
Olhe como elas brilham para você
Olhe como elas brilham para...
Olhe como elas brilham por você,
Olhe como elas brilham por você,
Olhe como elas brilham...
Olhe para as estrelas,
Olhe como elas brilham para você,
E todas as coisas que você faz


Alligator Sky

Música: Own City/ Composição: Own City


Where was I when the rockets came to life?
And carried you away into the Alligator Sky?
Even though I'll never know what's up ahead,
I'm never letting go, I'm never letting go!

Remember to breathe, because it'll take your breath away,
When the engines cough, and you blast off.
Ignite the night with a firecracker flash.
Remember to live, 'cause you're gonna be thrilled to death,
When the stars collide and your eyes grow wide.
Take it in with your breath against the glass.

Remember to dream because it's gonna be a starry night,
Over every town, if you look down.
So harmonize with the singing satellites.
Remember to scream because you're gonna be lost for words,
When the sparks erupt and they light you up.
Dip your toes in the galaxy 'cause it's yours to explore
tonight.

Where was I when the rockets came to life?
And carried you away into the Alligator Sky?
Even though I'll never know what's up ahead,
I'm never letting go, I'm never letting go!

Rollercoaster through the atmosphere,
I'm drowning in this starry serenade,
We're ecstasy because cavalier,
My imagination's taking me away.
Reverie whisper in my ear,
I'm scared to death that I'll never be afraid,
Rollercoaster through the atmosphere,
My imagination's taking me away.

Let's hear it for the Universe,
Where it never hurts,
Diving in head-first.
Take a taste of the melting Milky Way.
And remember to laugh 'cause you're living in a crazy world,
Where you'll never guess what could happen next.
Give the outer limits my regards as you float to fly away.

Where was I when the rockets came to life?
And carried you away into the Alligator Sky?
Even though I'll never know what's up ahead,
I'm never letting go, I'm never letting go!

Where was I when the rockets came to life?
And carried you away into the Alligator Sky?
Even though I'll never know what's up ahead,
I'm never letting go, I'm never letting go!

The Alligator Sky,
The Alligator Sky,
The Alligator Sky.

Céu Dos Jacarés


Onde eu estava quando os foguetes vieram à vida,
E levaram você para longe, no céu de jacarés?
Mesmo que eu nunca saiba o que está à frente,
Eu nunca abrirei mão, nunca abrirei mão!

Lembre-se de respirar, porque vai tirar o seu fôlego,
Quando o motor tossir, e você decolar.
Dar partida na noite com um clarão de fogos de artifício.
Lembre-se de viver, porque você vai morrer de excitação
Quando as estrelas colidirem e seus olhos se arregalarem.
Absorva tudo isso com a respiração contra o vidro.

Lembre-se de sonhar, porque vai ser uma noite estrelada,
Sobre todas as cidades, se você olhar para baixo.
Então entre em harmonia com os satélites cantantes.
Lembre-se de gritar, porque você vai ficar sem fala,
Quando as faíscas de luz explodirem e te acenderem.
Mergulhe os dedos na galáxia, pois ela é sua para explorar esta
noite.

Onde eu estava quando os foguetes vieram à vida,
E levaram você para longe, no céu de jacarés?
Mesmo que eu nunca saiba o que está à frente,
Eu nunca abrirei mão, nunca abrirei mão!

Montanha-russa pela atmosfera,
Eu estou me afogando nesta serenata estrelada,
Onde o êxtase torna-se um cavaleiro,
Minha imaginação está me levando embora.
A fantasia sussurra no meu ouvido,
Estou morrendo de medo de nunca ter medo,
Montanha-russa pela atmosfera,
Minha imaginação está me levando embora.

Uma salva de palmas para o universo,
Onde nunca é demais
Mergulhar de cabeça.
Experimente um pouco da Via Láctea derretida.

E lembre-se de rir, porque você está vivendo em um mundo louco,
Onde você nunca adivinha o que pode acontecer a seguir.
Cumprimente os limites do espaço por mim enquanto você flutua.

Onde eu estava quando os foguetes vieram à vida,
E levaram você para longe, no céu de jacarés?
Mesmo que eu nunca saiba o que está à frente,
Eu nunca abrirei mão, nunca abrirei mão!

Onde eu estava quando os foguetes vieram à vida,
E levaram você para longe, no céu de jacarés?
Mesmo que eu nunca saiba o que está à frente,
Eu nunca abrirei mão, nunca abrirei mão!

No céu de jacarés
No céu de jacarés
No céu de jacarés


---------------------------------------------------------------------------------------------------------------

"Baseado Em Sonhadores De Domínio Público."


Perfeição

Música: Legião Urbana/Composição: Renato Russo

Vamos celebrar
A estupidez humana
A estupidez de todas as nações
O meu país e sua corja
De assassinos
Covardes, estupradores
E ladrões...
Vamos celebrar
A estupidez do povo
Nossa polícia e televisão
Vamos celebrar nosso governo
E nosso estado que não é nação...
Celebrar a juventude sem escolas
As crianças mortas
Celebrar nossa desunião...
Vamos celebrar Eros e Thanatos
Persephone e Hades
Vamos celebrar nossa tristeza
Vamos celebrar nossa vaidade...
Vamos comemorar como idiotas
A cada fevereiro e feriado
Todos os mortos nas estradas
Os mortos por falta
De hospitais...
Vamos celebrar nossa justiça
A ganância e a difamação
Vamos celebrar os preconceitos
O voto dos analfabetos
Comemorar a água podre
E todos os impostos
Queimadas, mentiras
E seqüestros...
Nosso castelo
De cartas marcadas
O trabalho escravo
Nosso pequeno universo
Toda a hipocrisia
E toda a afetação
Todo roubo e toda indiferença
Vamos celebrar epidemias
É a festa da torcida campeã...
Vamos celebrar a fome
Não ter a quem ouvir
Não se ter a quem amar
Vamos alimentar o que é maldade
Vamos machucar o coração...
Vamos celebrar nossa bandeira
Nosso passado
De absurdos gloriosos
Tudo que é gratuito e feio
Tudo o que é normal
Vamos cantar juntos
O hino nacional
A lágrima é verdadeira
Vamos celebrar nossa saudade
Comemorar a nossa solidão...
Vamos festejar a inveja
A intolerância
A incompreensão
Vamos festejar a violência
E esquecer a nossa gente
Que trabalhou honestamente
A vida inteira
E agora não tem mais
Direito a nada...
Vamos celebrar a aberração
De toda a nossa falta
De bom senso
Nosso descaso por educação
Vamos celebrar o horror
De tudo isto
Com festa, velório e caixão
Tá tudo morto e enterrado agora
Já que também podemos celebrar
A estupidez de quem cantou
Essa canção...
Venha!
Meu coração está com pressa
Quando a esperança está dispersa
Só a verdade me liberta
Chega de maldade e ilusão
Venha!
O amor tem sempre a porta aberta
E vem chegando a primavera
Nosso futuro recomeça
Venha!
Que o que vem é Perfeição!...


Perdendo Dentes

Música: Pato Fu/Composição: John/Fernanda Takai


Pouco adiantou
Acender cigarro
Falar palavrão
Perder a razão


Eu quis ser eu mesmo
Eu quis ser alguém
Mas sou como os outros
Que não são ninguém


Acho que eu fico mesmo diferente
Quando eu falo tudo o que penso realmente
Mostro a todo mundo que eu não sei quem sou
Eu uso as palavras de um perdedor


As brigas que ganhei
Nem um troféu
Como lembrança
Pra casa eu levei


As brigas que perdi
Estas sim
Eu nunca esqueci
Eu nunca esqueci


Pouco adiantou
Acender cigarro
Falar palavrão
Perder a razão


Eu quis ser eu mesmo
Eu quis ser alguém
Mas sou como os outros
Que não são ninguém


Acho que eu fico mesmo diferente
Quando eu falo tudo o que penso realmente
Mostro a todo mundo que eu não sei quem sou
Eu uso as palavras de um perdedor


As brigas que ganhei
Nem um troféu
Como lembrança
Pra casa eu levei


As brigas que perdi
Estas sim
Eu nunca esqueci
Eu nunca esqueci


As brigas que ganhei
Nem um troféu
Como lembrança
Pra casa eu levei


As brigas que perdi
Estas sim
Eu nunca esqueci
Eu nunca esqueci



Os Cegos Do Castelo 

Música: Nando Reis / Composição: Nando Reis


Eu não quero mais mentir
Usar espinhos
Que só causam dor
Eu não enxergo mais o inferno
Que me atraiu
Dos cegos do castelo
Me despeço e vou
A pé até encontrar
Um caminho, um lugar
Pro que eu sou...

Eu não quero mais dormir
De olhos abertos
Me esquenta o sol
Eu não espero que um revólver
Venha explodir
Na minha testa se anunciou
A pé a fé devagar
Foge o destino do azar
Que restou...
E se você puder me olhar
Se você quiser me achar
E se você trouxer o seu lar...
Eu vou cuidar
Eu cuidarei dele
Eu vou cuidar
Ah! Ah! Ah! Ah! Ah!
Do seu jardim...
Eu vou cuidar
Eu cuidarei muito bem dele
Eu vou cuidar
Ah! Ah! Ah! Ah! Ah! Ah!
Eu cuidarei do seu jantar
Do céu e do mar
E de você e de mim...


Eu não quero mais mentir
Usar espinhos
Que só causam dor
Eu não enxergo mais o inferno
Que me atraiu
Dos cegos do castelo
Me despeço e vou
A pé até encontrar
Um caminho, um lugar
E pro que eu sou

Oh! Oh! Oh! Oh!...
E se você puder me olhar
Se você quiser me achar
E se você trouxer o seu lar...
Eu vou cuidar
Eu cuidarei dele
Eu vou cuidar
Ah! Ah! Ah! Ah!
Do seu jardim...
Eu vou cuidar
Eu cuidarei muito bem dele
Eu vou cuidar
Ah! Ah! Ah! Ah! Ah! Ah!
Eu cuidarei do seu jantar
Do céu e do mar
E de você e de mim
Oh! De mim!
E você e de mim
E de você e de mim...



Coisas Do Coração 

Música: Raul Seixas / Composição:  Cláudio Roberto / Kika Seixas / Raul Seixas.

Quando o navio finalmente alcançar a terra
E o mastro da nossa bandeira se enterrar no chão
Eu vou poder pegar em sua mão
Falar de coisas que eu não disse ainda não

Coisas do coração!
Coisas do coração!

Quando a gente se tornar rima perfeita
E assim virarmos de repente uma palavra só
Igual a um nó que nunca se desfaz
Famintos um do outro como canibais

Paixão e nada mais!
Paixão e nada mais!

Somos a resposta exata do que a gente perguntou
Entregues num abraço que sufoca o próprio amor
Cada um de nós é o resultado da união
De duas mãos coladas numa mesma oração!

Coisas do coração!
Coisas do coração!

De Onde Vem A Calma

Música: Los Hermanos/ Composição: Marcelo Camelo


De onde vem a calma daquele cara?
Ele não sabe ser melhor, viu?
Como não entende de ser valente
Ele não saber ser mais viril
Ele não sabe não, viu?
Às vezes dá como um frio
É o mundo que anda hostil
O mundo todo é hostil


De onde vem o jeito tão sem defeito
Que esse rapaz consegue fingir?
Olha esse sorriso tão indeciso
Tá se exibindo pra solidão
Não vão embora daqui
Eu sou o que vocês são
Não solta da minha mão
Não solta da minha mão


Eu não vou mudar não
Eu vou ficar são
Mesmo se for só não vou ceder
Deus vai dar aval sim
O mal vai ter fim
E no final assim calado
Eu sei que vou ser coroado rei de mim



Pés Cansados

Música: Sandy Leah /Composição: Lucas Lima.


Fiz mais do que posso
Vi mais do que agüento
E a areia dos meus olhos é a mesma
Que acolheu minhas pegadas

Depois de tanto caminhar
Depois de quase desistir
Os mesmos pés cansados voltam pra você.
Pra você.

Eu lutei contra tudo
Eu fugi do que era seguro
Descobri que é possível viver só
Mas num mundo sem verdade.

Depois de tanto caminhar
Depois de quase desistir
Os mesmos pés cansados voltam pra você.
Pra você.

Sem medo de te pertencer.
Voltam pra você.

Depois de tanto caminhar
Depois de quase desistir
Os mesmos pés cansados voltam pra você.
Pra você.

Meus pés cansados de lutar
Meus pés cansados de fugir
Os mesmos pés cansados voltam pra você.
Pra você.

Balada do Asfalto

Música: Zeca Baleiro/Composição: Zeca Baleiro


Me dê um beijo, meu amor
Só eu vejo o mundo com meus olhos
Me dê um beijo, meu amor
Hoje eu tenho cem anos, hoje eu tenho cem anos

E meu coração bate como um pandeiro num samba dobrado
Vou pisando asfalto entre os automóveis
Mesmo o mais sozinho nunca fica só
Sempre haverá um idiota ao redor


Me dê um beijo, meu amor
Os sinais estão fechados
E trago no bolso uns trocados pro café


E o futuro se anuncia num out-door luminoso
Luminoso o futuro se anuncia num out-door


Há tantos reclamos pelo céu
Quase tanto quanto nuvens
Um homem grave vende risos
A voz da noite se insinua
E aquele filme não sai da minha cabeça
E aquele filme não sai da minha cabeça


Rumino versos de um velho bardo
Parece fome o que eu sinto
Eu sinto como se eu seguisse os meus sapatos por aí
Eu sinto como se eu seguisse os meus sapatos por aí


Há alguns dias atrás vendi minha alma a um velho apache
Não é que eu ache que o mundo tenha salvação


Mas como diria o intrépido cowboy, fitando o bandido indócil
A alma é o segredo, a alma é o segredo
A alma é o segredo do negócio



Dias Loucos

Música: Nando Reis/ Composição: Marlon Monter

Na loucura dos meus dias
quero ser são, pra tornar-me louco
Onde lugar comum
é viajar nas ilusões de cada um;
Cair do abismo dos pensamentos
que até a lua chegam e voltam
Na certeza que o certo é relevante
num dia seguinte distante;

Quero ser exemplo pro meu filho
Quero ser orgulho pro meu pai
Amor pro meu amor
Servir a meu Senhor

Na loucura dos meus dias
vou conseguindo me fazer ver
Que eu preciso de alguém que me entenda e que eu consiga entender;
Olhar pra frente e fazer planos
deixar pra traz o que me magoou
me dê a mão venha comigo sempre me aceite simplesmente como eu sou

Quero ter orgulho do meu filho
E seguir o exemplo do meu pai
Ser amor só pro meu amor
Servir a meu Senhor

Numa mistura de loucura e lucidez
Vou viajando e me perdendo em ilusão
Será que esse momento é insensatez?
Uma overdose em meu coração.


Inspirado

Música: Arnaldo Antunes/ Composição: Arnaldo Antunes / Edvaldo Santana

Inspirado como um boi no pasto
Inspirado bem alimentado e casto
Inspirado como um boi sem saco
Pacato capado sem pecado

Como um boi mascando seu amido
Tudo lindo e semi-adormecido
Som macio e gosto colorido
E o vazio lotado de infinito

Inspirado e gordo como gado
Carne fresca recheando o couro
Com um olho para cada lado

Inspirado como nenhum touro
Inspirado como um boi pesado
Esperando amor no matadouro


Perto Do Fogo

Música: Rita Lee - Cazuza/ Composição: Rita Lee - Cazuza


Perto do fogo
Como faziam os hippies
Perto do fogo
Como na Idade Média
Quero queimar minha erva
Eu quero estar perto do fogo

Perto do fogo
Quando tudo explodir
Mas não vai explodir nada
Vão ficar os homens se olhando
E dizendo: O momento está chegando
Perto do fogo, meu amor

Perto do fogo
Eu queria ficar perto do fogo
No umbigo do furacão
E no peito um gavião
No coração da cidade
Defendendo a liberdade
Eu quero ser uma flor
Nos teus cabelos de fogo
Quero estar perto do poder
Eu quero estar perto do fogo
Perto do fogo, meu amor...

Shimbalaiê

Música: Maria Gadú/ Composição: Maria Gadú


Shimbalaiê, quando vejo o sol beijando o mar
Shimbalaiê, toda vez que ele vai repousar (2x)

Natureza deusa do viver
A beleza pura do nascer
Uma flor brilhando à luz do sol
Pescador entre o mar e o anzol
Pensamento tão livre quanto o céu
Imagino um barco de papel
Indo embora pra não mais voltar
Tendo como guia Iemanjá

Shimbalaiê, quando vejo o sol beijando o mar
Shimbalaiê, toda vez que ele vai repousar (2x)

Quanto tempo leva pra aprender
Que uma flor tem vida ao nascer
Essa flor brilhando à luz do sol
Pescador entre o mar e o anzol

Shimbalaiê, quando vejo o sol beijando o mar
Shimbalaiê, toda vez que ele vai repousar (2x)

Ser capitã desse mundo
Poder rodar sem fronteiras
Viver um ano em segundos
Não achar sonhos besteira
Me encantar com um livro, que fale sobre vaidade
Quando mentir for preciso, poder falar a verdade

Shimbalaiê, quando vejo o sol beijando o mar
Shimbalaiê, toda vez que ele vai



Balada Do Louco

Música: Rita Lee/ Composição: Rita Lee


Dizem que sou louca
Por pensar assim
Se sou muito louca
Por eu ser feliz
Mas louco é quem me diz!
E não é feliz!
Não é feliz...

Se eles são bonitos
Eu sou Sharon Stone
Se eles são famosos
I'm Rolling Stone
Mas louco é quem me diz!
E não é feliz!
Não é feliz...

Eu juro que é melhor
Não ser um normal
Se eu posso pensar
Que Deus, sou eu..

Se eles têm três carros
Eu posso voar
Se eles rezam muito
Eu sou santa!
Eu já estou no céu
Mas louco é quem me diz!
E não é feliz!
Não é feliz...

Eu juro que é melhor
Não ser um normal
Se eu posso pensar
Que Deus, sou eu...

Sim! Sou muito louca
Não vou me curar
Já não sou a única
Que encontrou a paz
Mas louco é quem me diz!
E não é feliz!
Eu sou feliz!...



Canção Agalopada

Música: Zé Ramalho/ Composição: Zé Ramalhos

Foi um tempo que o tempo não esquece
Que os trovões eram roncos de se ouvir
Todo o céu começou a se abrir
Numa fenda de fogo que aparece
O poeta inicia sua prece
Ponteando em cordas e lamentos
Escrevendo seus novos mandamentos
Na fronteira de um mundo alucinado
Cavalgando em martelo agalopado
E viajando com loucos pensamentos
botas pisaram no telhado

Sete léguas comeram-se assim
Sete quedas de lava e de marfim
Sete copos de sangue derramado
Sete facas de fio amolado
Sete olhos atentos encerrei
Sete vezes eu me ajoelhei
Na presença de um ser iluminado
Como um cego fiquei tão ofuscado
Ante o brilho dos olhos que olhei

Pode ser que ninguém me compreenda
Quando digo que sou visionário
Pode a bíblia ser um dicionário
Pode tudo ser uma refazenda
Mas a mente talvez não me atenda
Se eu quiser novamente retornar
Para o mundo de leis me obrigar
A lutar pelo erro do engano
Eu prefiro um galope soberano
À loucura do mundo me entregar


Azougue

Música: Nação Zumbi/ Composição: Nação Zumbi.

Caminhando alto
Por todo grande subúrbio lá
Lá longe, afastado do centro
Perto daquele vento assim passo o tempo
Mas nesse mundo continuo aceso
Acordado no meu pensamento
Na beira da maré lembro do cheiro do que passou
Lembranças ruindo na minha cabeça
Volto no tempo se quiser

Serra da barriga
Olhando tudo de novo
O grande quilombo tropical
Calções, mantos, camisa de cetim
Tenho também meias compridas
Guarda-peito enfeitado com espelhos
Tenho cores no chapéu
E as alfaias enfeitadas com areias brilhantes

Com esse enfeite se pode até
Entrar no céu

Mas eu não me iludo
Nem faço mal
Mesmo com todo esse carnaval

Caminhando alto, caminhando alto...

Azogado no seu pensamento...
Acordado no seu pensamento...

Cachimbo

Música: Arnaldo Antunes/ Composição: Arnaldo Antunes

Sou a madeira que sempre fico na bera
Perfume de sarro e cera
que dança no seu beicinho
É evidente que sou preso pelos dentes
Chaminé dos inocentes
embebedo de mancinho

Sou pau de boca de saci amajistrado,
desejado e adorado,
alimentado pelo fumo
Mata cachorro bem capacho distraído
carimbado e mau vestido
que eu num sei qual e meu rumo

Sou a birita mescla de cachaça e mel,
cabeça seca pelo céu
pela chama do atrito

No meu fornilho se deita qualquer tabaco
a chupada me faz fraco
sou um verdadeiro pito

Seu pensador vê se decifra para mim
eu já passei por tanto horror
porque é que não morri?
Será que é só pra manter o combinado
que pra ter um chupador
ter que nascer um já chupado?

Tá assustado?
Tá assustado?
Tá assustado?


De Sabugo A Visconde

Música: Lenine / Composição: Lenine.

Milho verde virou mungunzá
Do sabugo virei visconde
Quem já leu minha história aprendeu
Quem não leu vai perder o bonde

Eu sou milho de boa linhagem
Cultura e bagagem pra dar e vender
Quem não leu minha história perdeu
E é por isso que eu quero esclarecer

Eu andei pelas ruas da Grécia
Eu já fiz peripécia no reino de Atlantis
Fui vassalo do Rei Hamsés
Sem mover os meus pés daqui dessa estante

Fui além das muralhas da china
Além das minas do rei salomão
Sem mover os meus pés dessa sala
Eu voei sem sair do chão

Tá no livro, tá escrito
No sítio do pica-pau
Pedrinho me fez visconde
Sabugo de milho intelectual

Milho verde virou mungunzá
Do sabugo virei visconde
Quem já leu minha história aprendeu
Quem não leu vai perder o bonde

Eu sou milho de boa linhagem
Cultura e bagagem pra dar e vender
Quem não leu minha história perdeu
E é por isso que eu quero esclarecer

Eu andei pelas ruas da Grécia
Eu já fiz peripécia no reino de Atlantis
Fui vassalo do Rei Hamsés
Sem mover os meus pés daqui dessa estante
Fui além das muralhas da china
Além das minas do rei salomão
Sem mover os meus pés dessa sala
Eu voei sem sair do chão

Tá no livro, tá escrito
No sítio do pica-pau
Pedrinho me fez visconde
Sabugo de milho intelectual

Flores No Deserto

Música: Vega/ Composição: Claudia Gomes/Mingau/Kleine


Não vale a pena esconder a dor
Manter adormecido o que já passou
Sentindo as cicatrizes ao redor
Marcas no inconsciente, insatisfação
Olhando os objetos no lugar
Eu tenho a impressão de que nada mudou
Sombras e eternas ilusões
Me vejo entre momentos de alucinações

Vejo flores no deserto
Homens buscando o certo
Labirintos, fontes do pecado
Mapas que me levam ao passado
Reações impensadas
Mentes alienadas
Sentimentos presos sem saída
Momentos de eternas despedidas

Me disperso ao entardecer
Falo palavras que eu queria esquecer
Me perco entre tantas invenções
A vida se refaz por entre frustrações
Encontro o templo para o despertar
Paredes que me levam pra algum lugar

Vejo flores no deserto
Homens buscando o certo
Labirintos, fontes do pecado
Mapas que me levam ao passado
Reações impensadas
Mentes alienadas
Sentimentos presos sem saída
Momentos de eternas despedidas


Não vale a pena esconder a dor
Manter adormecido o que já passou
Sentindo as cicatrizes ao redor
Marcas no inconsciente, insatisfação
Olhando os objetos no lugar
Eu tenho a impressão de que nada mudou
Sombras e eternas ilusões
Me vejo entre momentos de alucinações

Vejo flores no deserto
Homens buscando o certo
Labirintos, fontes do pecado
Mapas que me levam ao passado
Reações impensadas
Mentes alienadas
Sentimentos presos sem saída
Momentos de eternas despedidas



Sem Trânsito, Sem Avião

Música: Victor e Leo/ Composição: Victor Chaves

Saia desse asfalto e vem
Pra nossa estrada que é de chão
Tem poeira e barro
Tem cavalo e boi
Preste atenção


Você não vai se arrepender
Pois a paisagem, pode crer
É demais
É de babar

Descalço, sem se preocupar
Se solte e venha pro sertão
O céu no chão parece estar
Sem trânsito, sem avião


Flores Astrais

Música: Secos e Molhados/ Composição: João Ricardo/ João Apolinário

Um grito de estrelas vem do infinito
E um bando de luz repete o grito
Todas as cores e outras mais
Procriam flores astrais
O verme passeia na lua cheia


Quem Foi

Música: Planta e Raiz/ Composição: Zeider


Quem foi que deu cor a natureza
Quem fez o pasto verde e o mais azul mar
Deu tudo isso e muito mais a humanidade
Para haver paz, tem que haver caridade

Eu não quero viver no engano meu amor
Muito menos atrapalhar os planos de Deus
Sei que é só um ser soberano meu amor
Um fiel e único criador


Cigarras

Música: Forfun/ Composição: Forfun

Eu vejo, e eu não estou só
Enxergo, contemplo
Almejo, e eu não estou só
Eu corro, e eu não estou só
Respiro, e eu não estou só
Eu canto e danço
A certeza que desata o nó
Sentindo que eu não estou só

As cigarras cantam por viver
Celebrando a luz do entardecer
Quanto amor!
A batida forte de um tambor
O universo todo numa flor
Quanto amor!

Eu penso, e eu não estou só
Reflito e calo
Sorrio, e eu não estou só
Eu choro, e eu não estou só
Viajo, e eu não estou só
Eu erro e aprendo
A água, o fogo, o ar e o pó
Sou tudo, logo não estou só

As cigarras cantam por viver
Celebrando a luz do entardecer
Quanto amor!
A batida forte de um tambor
O universo todo numa flor
Quanto amor!

Nem dinheiro nem prazeres vão trazer o que você tá procurando
Nem dinheiro nem prazeres vão trazer o que você tá procurando

As cigarras cantam por viver
Celebrando a luz do entardecer
Quanto amor!
A batida forte de um tambor
O universo todo numa flor
Quanto amor!


Caçador De Mim

Música: Milton Nascimento / Composição: Luís Carlos Sá e Sérgio Magrão.


Por tanto amor
Por tanta emoção
A vida me fez assim
Doce ou atroz
Manso ou feroz
Eu caçador de mim

Preso a canções
Entregue a paixões
Que nunca tiveram fim
Vou me encontrar
Longe do meu lugar
Eu, caçador de mim
Nada a temer senão o correr da luta
Nada a fazer senão esquecer o medo
Abrir o peito a força, numa procura
Fugir às armadilhas da mata escura

Longe se vai
Sonhando demais
Mas onde se chega assim
Vou descobrir
O que me faz sentir
Eu, caçador de mim


Coisas Que Eu Sei

Música: Danni Carlos / Composição: Dudu Falcão.


Eu quero ficar perto
De tudo que acho certo
Até o dia em que eu
Mudar de opinião
A minha experiência
Meu pacto com a ciência
Meu conhecimento
É minha distração...

Coisas que eu sei
Eu adivinho
Sem ninguém ter me contado
Coisas que eu sei
O meu rádio relógio
Mostra o tempo errado
Aperte o Play...

Eu gosto do meu quarto
Do meu desarrumado
Ninguém sabe mexer
Na minha confusão
É o meu ponto de vista
Não aceito turistas
Meu mundo tá fechado
Pra visitação...

Coisas que eu sei
O medo mora perto
Das idéias loucas
Coisas que eu sei
Se eu for eu vou assim
Não vou trocar de roupa
É minha lei...

Eu corto os meus dobrados
Acerto os meus pecados
Ninguém pergunta mais
Depois que eu já paguei
Eu vejo o filme em pausas
Eu imagino casas
Depois eu já nem lembro
Do que eu desenhei...

Coisas que eu sei
Não guardo mais agendas
No meu celular
Coisas que eu sei
Eu compro aparelhos
Que eu não sei usar
Eu já comprei...

As vezes dá preguiça
Na areia movediça
Quanto mais eu mexo
Mais afundo em mim
Eu moro num cenário
Do lado imaginário
Eu entro e saio sempre
Quando tô a fim...

Coisas que eu sei
As noites ficam claras
No raiar do dia
Coisas que eu sei
São coisas que antes
Eu somente não sabia...
Coisas que eu sei
As noites ficam claras
No raiar do dia
Coisas que eu sei
São coisas que antes
Eu somente não sabia...

Agora eu sei...
Agora eu sei...
Agora eu sei...
Ah! Ah! Agora eu sei...
Ah! Ah! Agora eu sei...
Ah! Ah! Agora eu sei...
Ah! Ah! Eu sei


Morada

Música: Forfun / Composição: Danilo Cutrim, Vitor Isensee, Rodrigo Costa, Nicolas Fassano.


Faço de mim
Casa de sentimentos bons
Onde a má fé não faz morada
E a maldade não se cria

Me cerco de boas intencões
E amigos de nobres corações
Que sopram e abrem portões
Chave que não se copia

Observo a mim mesmo em silêncio
Porque é nele onde mais e melhor se diz
Me ensino a ser mais tolerante, não julgar ninguém
E com isso ser mais feliz

Sendo aquele que sempre traz amor
Sendo aquele que sempre traz sorrisos
E permanecendo tranquilo aonde for
Paciente, confiante, intuitivo

Faço de mim
Parte do segredo do universo
Junto à todas as outras coisas as quais
Admiro e converso

Preencho meu peito com luz
Alimento o corpo e a alma
Percebo que no não-possuir
Se encontram a paz e a calma

E sigo por aí viajante
Habitante de um lar sem muros
O passado eu deixei nesse instante
E com ele meus planos futuros
Pra seguir

Sendo aquele que sempre traz amor
Sendo aquele que sempre traz sorrisos
E permanecendo tranquilo aonde for
Paciente, confiante, intuitivo


Tudo Na Mente

Música: Gabriel O Pensador / Composição: Gabriel o Pensador / Leandro Neurose.


Com a cabeça na parede eu já bati / encontrei o óvulo, é óbvio, estou aqui / a gente desde o ventre vem de um beco sem saída / mas saiu de lá com vida; eu saí / todo Clark Kent pode ser um super-homem / todo e qualquer homem pode ser um Clark Kent / tudo vai e volta feito um bumerangue / todo sangue bom pode virar um suga-sangue

Conheço gente que tem tudo na vida / conheço gente que não tem quase nada / conheço gente que tem pouco mas divide o que tem / conheço gente que tem muito e divide também / na minha vida eu vi que a grande verdade / é que toda verdade pode ser questionada / só duvido de quem chega como dono da verdade / porque essa é a mentira mais contada

Tá tudo na mente! Se é que você me entende
Tá tudo na mente! Quem sabe sabe, quem não sabe aprende
Tá tudo na mente! E o que tá nela ninguém tira da gente
Tá tudo na mente.

Já passei pelo sucesso e já passei pelo fracasso / passei pelo calor e pelo frio, passei pelo mormaço / passei por muita coisa, muita casa, muito gelo, muita brasa /fiz gol contra e fiz golaço / fui pedra, vidraça, fogo, fumaça / passei pelo palanque, passei pela mordaça / passei pelo milagre e pela dor / pela ovelha desgarrada do rebanho e liberta do pastor / pela cama, pela mesa e pelo banho / pelos rituais estranhos do sexo e do amor / pela perda e pelo ganho já passei / pelo crime e pela lei / pelo inferno e pelo céu, como reú e como rei! / pelas minas onde brota o diamante e pelas minas que te explodem num instante, já passei / passei pela guerrilha e pela trégua / muita trilha, muita tralha, muita milha, muita légua / muita língua, muita lábia e muita malícia / já passei pelo boato e já passei pela notícia

Mas não vai ter fruto sem folha (não tem) / e nem vai ter folha sem caule (não tem) / e nem vai ter caule se não tiver raiz (não tem) / não plantou não vai colher… / se não plantou não vai brotar (não tem) / se não brotou não tem raiz (não tem) / não tem raiz não vai ter caule, não tem caule não tem folha, não tem folha não tem fruto, não tem! / os frutos que eu desfruto eu que plantei / gosto do que eu faço e faço isso porque eu gosto e sei / a minha lei é um pouco diferente / obedeço a minha consciência e ela é desobediente / a minha moda sempre muda, sou eu que dito / não me incomodo se a manada não achar bonito / a minha fé nunca removeu montanhas / mas me fez passar por cima de milhões de situações estranhas / a minha casa tem vários endereços / eu vou batendo as asas e me sinto em casa onde eu desço / a minha rota é feito a do morcego / guiado pelo som, é assim que aonde eu quero eu chego.

Tá tudo na mente

Simples De Coração

Música: Engenheiros do Hawaii/ Composição: Humberto Gessinger


Volta pra casa… me traz na bagagem: tua viagem sou eu
Novas paisagens, destino, passagem: tua tatuagem sou eu
Casa vazia, luzes acesas (só pra dar a impressão)
Cores e vozes, conversas animadas (é só a televisão)
Já perdemos muito tempo brincando de perfeição
Esquecemos o que somos: simples de coração


Volta voando (vinda do alto),derrete o chumbo do céu
Antes que eu saia pela tangente no giro do carrossel
Falta uma volta (ponteiros parados): tudo dança em torno de ti
Volta pra casa… fim da viagem: benvinda à vida real
Já perdemos muito tempo brincando de perfeição
Agora é bola pra frente, agora é bola no chão
Já brincamos muito tempo (até perder a direção)
Na santa paz de Deus
No mais perfeito caos



Simples Desejo

Música: Luciana Lima/ Composição: Daniel Carlomagno /  Jair Oliveira


Que tal abrir a porta do dia,dia
Entrar sem pedir licença
Sem parar pra pensar,
Pensar em nada…

Legal ficar sorrindo à toa,toa
Sorrir pra qualquer pessoa
Andar sem rumo na rua

Pra viver e pra ver
Não é preciso muito
Atenção, a lição
Está em cada gesto
Tá no mar, tá no ar
No brilho dos seus olhos
Eu não quero tudo de uma vez
Eu só tenho um simples desejo

Hoje eu só quero que o dia termine bem
Hoje eu só quero que o dia termine muito bem

Legal ficar sorrindo à toa,toa
Sorrir pra qualquer pessoa
Andar sem rumo na rua

Pra viver e pra ver
Não é preciso muito não
Atenção, a lição
Está em cada gesto
Tá no mar, tá no ar
No brilho dos seus olhos
Eu não quero tudo de uma vez não
Eu só tenho um simples desejo

Hoje eu só quero que o dia termine bem
Hoje eu só quero que o dia termine muito bem



Bienal

Música: Zeca Baleiro & Zé Ramalho/ Composição: Zeca Baleiro & Zé Ramalho


Desmaterializando a obra de arte do fim do milênio
Faço um quadro com moléculas de hidrogênio
Fios de pentelho de um velho armênio
Cuspe de mosca, pão dormido, asa de barata torta

Meu conceito parece, à primeira vista,
Um barrococó figurativo neo-expressionista
Com pitadas de arte nouveau pós-surrealista
calcado da revalorização da natureza morta

Minha mãe certa vez disse-me um dia,
Vendo minha obra exposta na galeria,
"Meu filho, isso é mais estranho que o cu da jia
E muito mais feio que um hipopótamo insone"

Pra entender um trabalho tão moderno
É preciso ler o segundo caderno,
Calcular o produto bruto interno,
Multiplicar pelo valor das contas de água, luz e telefone,
Rodopiando na fúria do ciclone,
Reinvento o céu e o inferno

Minha mãe não entendeu o subtexto
Da arte desmaterializada no presente contexto
Reciclando o lixo lá do cesto
Chego a um resultado estético bacana

Com a graça de Deus e Basquiat
Nova York, me espere que eu vou já
Picharei com dendê de vatapá
Uma psicodélica baiana

Misturarei anáguas de viúva
Com tampinhas de pepsi e fanta uva
Um penico com água da última chuva,
Ampolas de injeção de penicilina

Desmaterializando a matéria
Com a arte pulsando na artéria
Boto fogo no gelo da Sibéria
Faço até cair neve em Teresina
Com o clarão do raio da silibrina
Desintegro o poder da bactéria
Com o clarão do raio da silibrina
Desintegro o poder da bactéria.


Meu Mundo É O Barro

Música: O Rappa/ Composição: O Rappa


Moço, peço licença
Eu sou novo aqui
Não tenho trabalho, nem passe, eu sou novo aqui
Não tenho trabalho, nem classe, eu sou novo aqui

Eu tenho fé
Que um dia vai ouvir falar de um cara que era só um Zé
Não é noticiário de jornal, não é
Não é noticiário de jornal, não é

Sou quase um cara
Não tenho cor, nem padrinho
Nasci no mundo, sou sozinho
Não tenho pressa, não tenho plano, não tenho dono

Tentei ser crente
Mas, meu cristo é diferente
A sombra dele é sem cruz, dele é sem cruz
No meio daquela luz, daquela luz

E eu voltei pro mundo aqui embaixo
Minha vida corre plana
Comecei errado, mas hoje eu tô ciente
Tô tentando se possível zerar do começo e repetir o play

Não me escoro em outro e nem cachaça
O que fiz tinha muita procedência
Eu me seguro em minha palavra
Em minha mão, em minha lavra


Moleque Maravilhoso

Música: Raul Seixas/ Composição: Raul Seixas


Eu nunca cometo pequenos erros
Enquanto eu posso causar terremoto
E das tempestades já não tenho medo
Acordo mais cedo

Eu nunca me animo de ir ao trabalho
Eu sou o coringa de todo baralho
Sou carta marcada em jogo roubado
A morte ao meu lado

Eu sou o moleque maravilhoso
Num certo sentido o mais perigoso
Moleque da rua, moleque do mundo, moleque do espaço

Quebrando vidraças do velho Ricardo
Nesta vizinhança sou filho bastardo
Com o meu bodoque sempre no pescoço
Eu exijo meu, eu exijo meu, eu exijo meu osso
eu exijomeu osso
eu sou o moleque maravilhoso


Eu Luto

Música: Natiruts/ Composição: Alexandre Carlo


Eu luto pela paz que me ensine a iluminar meu próprio interior
Pra que os dias tão ruins dessa realidade
Não se tornem razão pra destruir o bem dentro de mim

Quem pensou que ele desistiu de dizer palavras de paz pela cidade
Talvez não aguentou a pressão e se entregou à rota mais fácil de seguir
Mas pouca visitada pelos homens fortes
Talvez não aguentou a pressão e se entregou à rota mais fácil deseguir
Mas nunca visitada pelos deuses
Quem discriminou achando que te diminuiu
Perdeu seu precioso tempo com bobagem
Mas nós só sentiremos pena de você
Ao ver toda riqueza reluzir
Nas coisas que você não sente
Quem falou que ela desistiu de viver não conhece a verdade
Pois os que só querem escravizar você
Tentarão sempre confundir a lucidez na sua frente
Pois os que só querem escravizar você
Tentarão sempre confundir a paz está na sua mente

Eu luto pela paz que me ensine a iluminar meu próprio interior
Pra que os dias tão ruins dessa realidade
Não se tornem razão pra destruir o bem dentro de mim



Suave

Música: Forfun/ Composição: Forfun


Dá pra sentir a brisa no ar
Observando aqui, trocando idéia lá
Suave é, suave será
A sua alma sorri e pode flutuar


Hoje eu vou ver a vida, viver grandes amores
Mosaicos, malabares, perfumes, sabores
Saltar das cachoeiras, vestir um pano liso
Viver com o necessário e não mais que o preciso

Vi a lua e o sol no mesmo céu
O vento me abraçou
Vi a lua e o sol no mesmo céu

Dá pra ouvir o silêncio no ar
Capaz de te envolver, e de te transportar
Tranqüilo é, tranqüilo será
Além do que se vê e se pode tocar

Acima o firmamento, imenso campo aberto
Nas mãos do arquiteto, o abstrato e o concreto
Trilhando o bom caminho, da bem aventurança
Participante ativo da eterna mudança

Vi a lua e o sol no mesmo céu
O vento me abraçou
Vi a lua e sol no mesmo céu
O amor enfim chegou

Pensamento

Música: Cidade Negra/ Composição: Ras Bernardo/ Lazão/ Da Gama/ Bino


Você precisa saber
O que passa aqui dentro
Eu vou falar pra você
Você vai entender
A força de um pensamento
Pra nunca mais esquecer

Pensamento é um momento
Que nos leva a emoção
Pensamento positivo
Que faz bem ao coração
O mal não
O mal não

Sempre que para você chegar
Terá que atravessar
A fronteira do pensar
A fronteira do pensar

E o pensamento é o fundamento
Eu ganho o mundo sem sair do lugar
Eu fui para o Japão
Com a força do pensar
Passei pelas ruínas
E parei no Canadá
Subi o Himalaia
Pra no alto cantar
Com a imaginação que faz
Você viajar, todo mundo

Estou sem lenço e o documento
Meu passaporte é visto em todo lugar
Acorda meu Brasil com o lado bom de pensar
Detone o pesadelo pois o bom
Ainda virá

Você precisa saber
O que passa aqui dentro
Eu vou falar pra você
Você vai entender
A força de um pensamento
Pra nunca mais esquecer

Custe o tempo que custar
Que esse dia virá
Nunca pense em desistir, não
Te aconselho a prosseguir

O tempo voa rapaz.
Pegue seu sonho rapaz
A melhor hora e o momento
É você quem faz
Recitem
Poesias e palavras de um rei
Faça por onde que eu te ajudarei
Recitem poesias e palavras de um rei
Faça por onde que eu te ajudarei
Recitem poesias e palavras de um rei
Faça por onde que eu te ajudarei
Recitem poesias e palavras de um rei
Faça por onde que eu te ajudarei



Eu Não Sei Na Verdade Quem Eu Sou

Música: O Teatro Mágico/ Composição: Fernando Anitelli


Eu não sei na verdade quem eu sou,
Já tentei calcular o meu valor,
Mas sempre encontro sorriso e o meu paraíso é onde estou...
Por que a gente é desse jeito
Criando conceito pra tudo que restou?

Meninas são bruxas e fadas,
Palhaço é um homem todo pintado de piadas!
Céu azul é o telhado do mundo inteiro,
Sonho é uma coisa que fica dentro do meu travesseiro!

Mas eu não sei na verdade quem eu sou!
Já tentei calcular o meu valor
Mas sempre encontro o sorriso e o meu paraíso é onde estou
Eu não sei na verdade quem eu sou!

Perceber da onde veio a vida,
Por onde entrei deve haver uma saída,
Mas tudo fica sustentado pela fé!
Na verdade ninguém sabe o que é!

Velhinhos são crianças nascidas faz tempo!
Com água e farinha eu colo figurinha e foto em documento!
Escola é onde a gente aprende palavrão...
Tambor no meu peito faz o batuque do meu coração!

Mas eu não sei na verdade quem eu sou
Já tentei calcular o meu valor,
Mas sempre encontro o sorriso e o meu paraíso é onde estou!
Eu não sei na verdade quem eu sou!

Descobri que a cada minuto
Tem um olho chorando de alegria e outro chorando de luto
Tem louco pulando o muro, tem corpo pegando doença
Tem gente rezando no escuro, tem gente sentindo ausência!

Meninas são bruxas e fadas,
Palhaço é um homem todo pintado de piadas!
Céu azul é o telhado do mundo inteiro,
Sonho é uma coisa que fica dentro do meu travesseiro!

Mas eu não sei na verdade quem eu sou,
Já tentei calcular o meu valor,
Mas sempre encontro sorriso e o meu paraíso é onde estou...
Eu não sei na verdade quem eu sou.


Assim Que Eu Gosto

Música: Zélia Duncan / Composição: Christian Oyens/ Zélia Duncan


Pode me largar
Que eu tenho pressa
Não me interessa
Sua beca
Ou seu perfume francês
Meu corpo agora
Só fala português
E é assim que eu gosto
Me toca mais
O detalhe
Do que os luxos
Eu não sigo o fluxo
Faço o caminho
Que me parecer
Mais justo.

Fala baixo
Que eu escuto
Eu pressinto tudo
O que você não quis dizer
Então
Pode me largar
Pode sair da frente
Já sei
Que eu sou diferente
Mas é assim que eu gosto, entende?



Mambembe

Música: Chico Buarque / Composição: Chico Buarque.


No palco, na praça, no circo, num banco de jardim
Correndo no escuro, pichado no muro
Você vai saber de mim
Mambembe, cigano
Debaixo da ponte
Cantando
Por baixo da terra
Cantando
Na boca do povo
Cantando
Mendigo, malandro, muleque, mulambo bem ou mal
Cantando
Escravo fugido, um louco varrido
Vou fazer meu festival
Mambembe, cigano
Debaixo da ponte
Cantando
Por baixo da terra
Cantando
Na boca do povo
Cantando
Poeta, palhaço, pirata, corisco, errante judeu
Cantando
Dormindo na estrada, no nada, no nada
E esse mundo é todo meu
Mambembe, cigano
Debaixo da ponte
Cantando
Por baixo da terra
Cantando
Na boca do povo
Cantando


Canário Do Reino

Música: Tim Maia / Composição: Tim Maia.


Não precisa de dinheiro
Pra se ouvir meu canto
Eu sou canário do reino
E canto em qualquer lugar

Em qualquer rua de qualquer cidade
Em qualquer praça de qualquer pais
Levo o meu canto puro e verdadeiro
Eu quero que o mundo inteiro
Se sinta feliz

Cau ê, cau á
Não precisa de dinheiro pra me ouvir cantar
Cau ê, cau á
Sou canário do reino, canto em qualquer lugar


Re-batucada

Música: Marcelo D2 / Composição: Marcelo D2.



Sorria meu bloco vem bem descendo a cidade
vai haver carnaval de verdade
o samba não se acabou
Sorria o samba mata a tristeza da gente
Quero ver o meu povo contente
Do jeito que o rei mandou
O rei mandou a gente se ajudar
O rei mandou o povo se agilizar
O rei mandou a gente olhar prá frente
Na verdade o parceiro rei tá dentro da mente
Partideiro indigesto eu sou e sei que sou
A procura da batida eu vou e vou que vou
O flagrante tá na mente acabou acabou
Fecha a conta e passa a régua que eu tô que tô
Muito respeito aos arquitetos da música brasileira
Os verdadeiro é aqueles que nunca tão de bobeira
Que no quintal ou na escola o samba é de primeira
Poeta operário de segunda à segunda-feira
Tá na hora de bater essa parada
Da mesa ser virada
De bora com a conversa fiada
Bate forte no meu peito
Do jeito que não tem fim
Bate surdo agogo pandeiro e tamborim
Sorria meu bloco vem bem descendo a cidade
vai haver carnaval de verdade
o samba não se acabou
Sorria o samba mata a tristeza da gente
Quero ver o meu povo contente
Do jeito que o rei mandou
Então checa prá cá que o bloco chegou
O samba não se acabou
Não adianta reclamar que não tem caô
O que passou passou
Um carnaval diferente foi o que o rei mandou
E é nesse que eu vou
E nem importa qual direção que eu tô
Simbora !
Produto nacional de exportação do bom
Identidade nacional só prá quem tem o dom
Vacilou sambou literalmente na parada
Essa é pra deixar qualquer cadeira quebrada
Quem diz que o povo esquece facilmente
te engana novamente
não quer que voce olhe prá frente
Força e coragem prá enfrentar tudo o que vem
Diz que tem
Diz que tem
Diz que tem também
Sorria....
Muito respeito aos verdadeiros arquitetos
da música brasileira
Comigo:
Eu digo Chico Science (Chico Science)
Eu digo Cartola (Cartola)
Eu digo Jovelina (Jovelina)
Eu digo Tom Jobim (Tom Jobim)
Eu digo Candeia (Candeia)
Eu digo João Nogueira (João Nogueira)
Eu digo a Dona Neuma (Dona Neuma)
Tim Maia (Meu Amigo)

---------------------------------------------------------------------------------------------------------------

"Lugares, Lembranças & Lugarejos."


Belos E Malditos

Música: Capital Inicial / Composição: Renato Russo/ Loro Jones/ Alvin L./ Bozzo Barretti/ Dinho Ouro.


Belos e malditos
Feitos para o prazer
Os últimos a sair
Os primeiros a morrer

Belos e malditos
Eles ou ninguém
De carne quase sempre
São anjos para alguém
São anjos para alguém...

Suave é
Suave é
A noite é
De bar em bar
De bar em bar
De bar em bar

Belos e malditos
Culpados por viver
Num mundo feito de tédio
Cego para o poder

Belos e malditos
Drama e carnaval
O lado escuro do paraíso
O bem que vem do mal
O bem que vem do mal...

Suave é
Suave é
A noite é
De bar em bar
De bar em bar
De bar em bar...

Eles brincam com fogo
Sabem queimar
Eles brincam com fogo
Sabem queimar...
Eles brincam com fogo
Sabem queimar
Eles brincam com fogo
Sabem queimar...

Suave é
Suave é
A noite é
De bar em bar
De bar em bar



Coração

Música: Rapazolla / Composição: Dorgival Dantas.

Coração,
Para que se apaixonou
Por alguém
Que nunca te amou
Alguém que nunca
Vai te amar...?!

Eu vou fazer promessas
Para nunca mais amar
Alguém que só
Quer me vê sofrer...
Alguém que só
Quer me vê chorar...

Preciso sair dessa
Dessa de me apaixonar
Por quem só
Quer me fazer sofrer...
Por quem só
Quer me fazer chorar...

É tão ruim
Quando alguém
Machuca a gente...
O coração fica doente
Sem jeito até
Pra conversar...

Dói demais!
E só quem ama sabe e sente
O que se passa em nossa mente
Na hora de deixar rolar...
Nunca mais
Eu vou provar
Do teu carinho!
Nunca mais
Eu vou poder te abraçar!
Ou será
Que eu vivo bem melhor sozinho?!
E se for
Mais fácil assim
Pra perdoar...

O amor
Às vezes só confunde a gente
Não sei!
Com você pode ser
Bem diferente...
O amor
Às vezes só confunde a gente
Não sei!
Com você pode ser
Diferente...

Coração,
Para que se apaixonou
Por alguém
Que nunca te amou
Alguém que nunca
Vai te amar...?!
Coração,
Para que se apaixonou
Por alguém
Que nunca te amou
Alguém que nunca
Vai te amar...?!

Nunca mais
Eu vou provar
Do teu carinho!
Nunca mais
Eu vou poder te abraçar!
Ou será
Que eu vou viver melhor sozinho?!
E se for
Mais fácil assim
Pra perdoar...

O amor
Às vezes só confunde a gente
Não sei!
Com você pode ser
Bem diferente...
O amor
Às vezes só confunde a gente
Não sei!
Com você pode ser
Diferente...

Coração,
Para que se apaixonou
Por alguém
Que nunca te amou
Alguém que nunca
Vai te amar...?!

Coração,
Canta, Coração!
Coração,
Pára de se apaixonar!
Coração!
Ô, canta, coração!
Canta, coração!
Coração!...



Esquadros

Música: Adriana Calcanhoto / Composição: Adriana Calcanhoto.



Eu ando pelo mundo
Prestando atenção em cores
Que eu não sei o nome
Cores de Almodóvar
Cores de Frida Kahlo
Cores!

Passeio pelo escuro
Eu presto muita atenção
No que meu irmão ouve
E como uma segunda pele
Um calo, uma casca
Uma cápsula protetora
Ai, Eu quero chegar antes
Prá sinalizar
O estar de cada coisa
Filtrar seus graus...

Eu ando pelo mundo
Divertindo gente
Chorando ao telefone
E vendo doer a fome
Nos meninos que têm fome...

Pela janela do quarto
Pela janela do carro
Pela tela, pela janela
Quem é ela? Quem é ela?
Eu vejo tudo enquadrado
Remoto controle...

Eu ando pelo mundo
E os automóveis correm
Para quê?
As crianças correm
Para onde?
Transito entre dois lados
De um lado
Eu gosto de opostos
Exponho o meu modo
Me mostro
Eu canto para quem?

Pela janela do quarto
Pela janela do carro
Pela tela, pela janela
Quem é ela? Quem é ela?
Eu vejo tudo enquadrado
Remoto controle...

Eu ando pelo mundo
E meus amigos, cadê?
Minha alegria, meu cansaço
Meu amor cadê você?
Eu acordei
Não tem ninguém ao lado...

Pela janela do quarto
Pela janela do carro
Pela tela, pela janela
Quem é ela? Quem é ela?
Eu vejo tudo enquadrado
Remoto controle...

Eu ando pelo mundo
E meus amigos, cadê?
Minha alegria, meu cansaço
Meu amor cadê você?
Eu acordei
Não tem ninguém ao lado...

Pela janela do quarto
Pela janela do carro
Pela tela, pela janela
Quem é ela? Quem é ela?
Eu vejo tudo enquadrado
Remoto controle...


---------------------------------------------------------------------------------------------------------------

"Direto Das Veias Até O Coração."


O Segundo Sol

Música: Cássia Eller / Composição: Nando Reis


Quando o segundo sol chegar
Para realinhar as órbitas dos planetas
Derrubando com assombro exemplar
O que os astrônomos diriam
Se tratar de um outro cometa


Quando o segundo sol chegar
Para realinhar as órbitas dos planetas
Derrubando com assombro exemplar
O que os astrônomos diriam
Se tratar de um outro cometa

Não digo que não me surpreendi
Antes que eu visse você disse
E eu não pude acreditar
Mas você pode ter certeza

De que seu telefone irá tocar
Em sua nova casa
Que abriga agora a trilha
Incluída nessa minha conversão

Eu só queria te contar
Que eu fui lá fora
E vi dois sóis num dia
E a vida que ardia sem explicação

Quando o segundo sol chegar
Para realinhar as órbitas dos planetas
Derrubando com assombro exemplar
O que os astrônomos diriam
Se tratar de um outro cometa

Não digo que não me surpreendi
Antes que eu visse, você disse
E eu não pude acreditar
Mas você pode ter certeza

De que seu telefone irá tocar
Em sua nova casa
Que abriga agora a trilha
Incluída nessa minha conversão

Eu só queria te contar
Que eu fui lá fora
E vi dois sóis num dia
E a vida que ardia sem explicação

Seu telefone irá tocar
Em sua nova casa
Que abriga agora a trilha
Incluída nessa minha conversão

Eu só queria te contar
Que eu fui lá fora
E vi dois sóis num dia
E a vida que ardia sem explicação

Explicação, não tem explicação
Explicação, não
Não tem explicação
Explicação, não tem
Não tem explicação
Explicação, não tem
Explicação, não tem
Não tem


Bem Querer

Música: Maurício Manieri / Composição: Maurício Manieri.



Uh, uh, uh, baby
Eu ontem tive um sonho
Sonhava que você
Beijava a minha boca, era tão bom
Ia deslizando no meu corpo
E me deixando louco
Pena que isso tudo era só sonho
O quê que eu faço se é você que eu venero
Ainda te amo, meu amor, ainda te quero
Sem você não vivo nem um segundo
Sem teu amor fico perdido no mundo
Como era bom, amor, te ver sorrindo
Ah, ah, que lindo, que lindo
E ter você, paixão pra vida inteira
Te carinhar, minha linda sereia
Vem me dar seu amor
Vem que eu quero você
Meu bem querer (2x)
Uh, uh, uh, baby
Não é mais sonho nada
Em plena madrugada
Você vem surgindo toda nua
Linda, cabelo contra o vento
Tornando o meu momento
Cheio de beleza e fantasia
O quê que eu faço se é você que eu venero
Ainda te amo, meu amor, ainda te quero
Sem você não vivo nem um segundo
Sem teu amor fico perdido no mundo
Como era bom, amor, te ver sorrindo
Ah, ah, que lindo, que lindo
E ter você, paixão pra vida inteira
Te carinhar, minha linda sereia
Vem me dar seu amor
Vem que eu quero você
Meu bem querer (3x)
Baby, o sonho acabou
Ainda amo você
Meu bem querer

Relicário

Música: Cássia Eller / Composição: Nando Reis


É uma índia com colar
A tarde linda que não quer se pôr
Dançam as ilhas sobre o mar
Sua cartilha tem o "A" de que cor?

O que está acontecendo?
O mundo está ao contrário e ninguém reparou
O que está acontecendo?
Eu estava em paz quando você chegou

E são dois cílios em pleno ar
Atrás do filho vem o pai e o avô
Como um gatilho sem disparar
Você invade mais um lugar onde eu não vou

O que você está fazendo?
Milhões de vasos sem nenhuma flor
O que você está fazendo?
Um relicário imenso desse amor

Corre a lua, porque longe vai?
Sobe o dia tão vertical
O horizonte anuncia com o seu vitral
Que eu trocaria a eternidade por essa noite

Porque está amanhecendo?
Peço o contrário, ver o sol se por
Porque está amanhecendo?
Se não vou beijar seus lábios quando você se for

Quem nesse mundo faz o que há durar
Pura semente, dura o futuro amor
Eu sou a chuva prá você secar
Pelo zunido das suas asas você me falou
O que você está dizendo?
Milhões de frases sem nenhuma cor
O que você está dizendo?
Um relicário imenso desse amor

O que você está dizendo?
O que você está fazendo?
Porque que está fazendo assim?
Está fazendo assim!



In The End

Música: Linkin Park / Composição: Mike Shinoda e Chester Bennington.



[Chester]
It starts with one...
[Mike]
One thing,
I don't know why
It doesn't even matter how hard you'd try
Keep that in mind
I designed this rhyme
To explain in due time
[Chester]
All I know...
[Mike]
Time is a valuable thing
Watch it fly by as the pendulum swings
Watch it count down 'till the end of the day
The clock ticks life away
[Chester]
It's so unreal...
[Mike]
You didn't look out below
Watch the time go right out the window
Trying to hold on, to didn't even know
I wasted it all just to
[Chester]
Watch you go...
[Mike]
I kept everything inside
And even though I tried,
It all fell apart
What it meant to me will eventually
Be a memory of a time when
[Chester]
I've tried so hard
And got so far
But in the end,
It doesn't even matter.
I had to fall
To lose it all
But in the end,
It doesn't even matter.
[Mike]
One thing, I don't know why
It doesn't even matter how hard you'd try
Keep that in mind I designed this rhyme
To remind myself how
[Chester]
I've tried so hard...
[Mike]
In spite of the way you were mocking me
Acting like I was part of your property
Remembering all the times you fought with me
I'm surprised, it
[Chester]
Got so far...
[Mike]
Things aren't the way they were before
You wouldn't even recognize me anymore
Not that you wouldn't knew me, back then
But it all comes back to me
[Chester]
In the end...
[Mike]
You kept everything inside
And even though I tried,
It all fell apart
What it meant to me will eventually
Be a memory
Of a time when
[Chester]
I've tried so hard
And got so far
But in the end,
It doesn't even matter.
I had to fall
To lose it all
But in the end,
It doesn't even matter.
I've put my trust in you
Pushed as far as I can go
For all this
There's only one thing you should've know
I've put my trust in you
Pushed as far as I can go
For all this
There's only one thing you should've know
[Chester]
I've tried so hard
And got so far
But in the end,
It doesn't even matter.
I had to fall
To lose it all
But in the end,
It doesn't even matter.

Por Onde Andei

Música: Nando Reis / Composição: Nando Reis



Desculpe
Estou um pouco atrasado
Mas espero que ainda dê tempo
De dizer que andei
Errado e eu entendo

As suas queixas tão justificáveis
E a falta que eu fiz nessa semana
Coisas que pareceriam óbvias
Até pra uma criança

Por onde andei?
Enquanto você me procurava
Será que eu sei?
Que você é mesmo
Tudo aquilo que me faltava...

Amor eu sinto a sua falta
E a falta
É a morte da esperança
Como um dia
Que roubaram o seu carro
Deixou uma lembrança

Que a vida é mesmo
Coisa muito frágil
Uma bobagem
Uma irrelevância
Diante da eternidade
Do amor de quem se ama

Por onde andei?
Enquanto você me procurava
E o que eu te dei?
Foi muito pouco ou quase nada
E o que eu deixei?
Algumas roupas penduradas
Será que eu sei?
Que você é mesmo
Tudo aquilo que me falta..

Ah! Ah! Ah! Ah! Ah! Ah!
Uh! Uh! Uh!
Ah! Ah! Ah! Ah! Ah! Ah!
Uh! Uh! Uh!

Amor eu sinto a sua falta
E a falta
É a morte da esperança
Como um dia
Que roubaram o seu carro
Deixou uma lembrança

Que a vida é mesmo
Coisa muito frágil
Uma bobagem
Uma irrelevância
Diante da eternidade
Do amor de quem se ama

Por onde andei?
Enquanto você me procurava
E o que eu te dei?
Foi muito pouco ou quase nada
E o que eu deixei?
Algumas roupas penduradas
Será que eu sei?
Que você é mesmo
Tudo aquilo que me falta..

Ah! Ah! Ah! Ah! Ah! Ah!
Uh! Uh! Uh!
Ah! Ah! Ah! Ah! Ah! Ah!
Uh! Uh! Uh!

Por onde andei?
Enquanto você me procurava
E o que eu te dei?
Foi muito pouco ou quase nada
E o que eu deixei?
Algumas roupas penduradas
Será que eu sei?
Que você é mesmo
Tudo aquilo que me faltava..


Ela Vai Voltar

Música: Charlie Brown Jr. / Composição: Chorão.



Minha mente
Nem sempre tão lúcida
Fértil me deu a voz
Minha mente
Nem sempre tão lúcida
Fez ela se afastar
Mas ela vai voltar
Mas ela vai voltar...

Ela não é
Do tipo de mulher
Que se entrega na primeira
Mas melhora na segunda
E o paraíso é na terceira
Ela tem força
Ela tem sensibilidade
Ela é guerreira
Ela é uma deusa
Ela é mulher de verdade...

Ela é daquelas
Que tu gosta na primeira
Se apaixona na segunda
E perde a linha na terceira
Ela é discreta
E cultua bons livros
E ama os animais
Tá ligado, eu sou o bicho...

Minha mente
Nem sempre tão lúcida
Fértil me deu a voz
Minha mente
Nem sempre tão lúcida
Fez ela se afastar
Mas ela vai voltar
Mas ela vai voltar...

Deixa eu te levar
Prá ver o mundo, baby
Deixa eu te mostrar
O melhor que eu posso ser...(2x)

Ela não é
Do tipo de mulher
Que se entrega na primeira
Mas melhora na segunda
E o paraíso é na terceira
Ela tem força
Ela tem sensibilidade
Ela é guerreira
Ela é uma deusa
Ela é mulher de verdade...

Ela é daquelas
Que tu gosta na primeira
Se apaixona na segunda
E perde a linha na terceira
Ela é discreta
E cultua bons livros
E ama os animais
Tá ligado, eu sou o bicho...

Minha mente
Nem sempre tão lúcida
Fértil me deu a voz
Minha mente
Nem sempre tão lúcida
Fez ela se afastar
Mas ela vai voltar
Mas ela vai voltar...

Fazer da vida
O que melhor possa ser
Traçar um rumo novo
Em direção ao sol
Me sinto muito bem
Quando vejo o pôr-do-sol
Só prá fazer nascer a lua...

Minha mente
Nem sempre tão lúcida
Fértil me deu a voz
Minha mente
Nem sempre tão lúcida
Fez ela se afastar
Mas ela vai voltar
Mas ela vai voltar
Mas ela vai voltar
Mas ela vai voltar...

Música

Música: Vanessa Da Mata / Composição: Liminha



Nosso sonho
Se perdeu no fio da vida
E eu vou embora
Sem mais feridas
Sem despedidas
Eu quero ver o mar
Eu quero ver o mar
Eu quero ver o mar
Eu quero ver o mar

Se voltar desejos
Ou se eles foram mesmo
Lembre da nossa música
Música
Se lembrar dos tempos
Dos nossos momentos
Lembre da nossa música
Música
Nossas juras de amor
Já desbotadas
Nossos beijos de outrora
Foram guardados
Nosso mais belo plano
Desperdiçado
Nossa graça e vontade
Derretem na chuva

Se voltar desejos
Ou se eles foram mesmo
Lembre da nossa música
Música
Se lembrar dos tempos
Dos nossos momentos
Lembre da nossa música
Música

Um costume de nós
Fica agarrado
As lembranças, os cheiros.
Dilacerados
Nossa bela história
Tá no passado
O amor que me tinhas
Era pouco e se acabou

Se voltar desejos
Ou se eles foram mesmo
Lembre da nossa música
Música
Se lembrar dos tempos
Dos nossos momentos
Lembre da nossa música
Música.


Versos E Prosa

Música: Skank / Composição: Skank


Fecho os olhos
Peço para deus
Que possa atender
Esses versos e prosa
Que eu deixei
E eu não sei se irão
Tocá-lo em servidão
Abro a porta
Olho para o céu
Será que já choveu?
No jardim essas rosas que eu plantei
E eu não sei se estão
Mortas ou em botão
E eu me perguntei
Onde estão todas as crianças?
Todas as pessoas?
Que eu já chamei
Que eu procurei aqui
E que eu tanto amei
Onde estão meus irmãos?
Onde estão?
Abre os braços
Tanta emoção
Quando eu irei te ver
No jardim essas rosas
Que eu plantei
Mas eu não sei se irão abrir esses botões
Fecho os olhos
Peço para deus
Que tente entender
Esses versos e prosa
Que eu não sei
Se eu deixei em vão
Tocar imensidão
E eu me perguntei
Onde estão todas as crianças?
Todas as pessoas?
Que eu já chamei
Que eu procurei aqui
E que eu tanto amei
Onde estão meus irmãos?
Onde estão?

Avisa

Música: Falamansa / Composição: Falamansa



Quero ver quem segura essa barra
Até a hora que eu voltar
Vou sair pra preencher um vazio no peito
Tô meio sem jeito de falar
Quero ver se eu cair agora
Quem é que vai me levantar

Já pedi ao sol,
Já pedi ao mar
Já pedi à lua
Às estrelas do céu já pedi
Quase tudo que consegui
Eu ganhei da rua

Deixo na mão de quem quiser
Deixo na mão de quem quiser
Deixo na mão de quem quiser
É que eu não sou um ator
E se eu sinto dor
Tenho que chorar

Avisa, avisa, avisa , avisa
Avisa
Se o sol brilhar de novo no horizonte
Avisa
E pode ter certeza que eu tô lá pra ver
Avisa
Se a liberdade te trair e precisar de alguém
Avisa
Ou se tudo correr bem e não precisar
Avisa
Parece até que o vento traz o sentimento
Avisa
Ele nem faz questão de nos avisar
Avisa
Pro vento que traz sofrimento
Que sopre pra outro lugar
Avisa
Pro vento que traz amor
Não vejo a hora de você chegar.


Só Os Loucos Sabem

Música: Charlie Brons Jr. / Composição: Chorão - Tiago Castanho.



Agora eu sei exatamente o que fazer
vou recomeçar, poder contar com você
Pois eu me lembro de tudo irmão, eu estava lá também
Um homem quando está em paz não quer guerra com ninguém
Eu segurei minhas lágrimas, pois não queria demonstrar a emoção
Já que estava ali só pra observar e aprender um pouco mais sobre a percepção
Eles dizem que é impossível encontrar o amor sem perder a razão
Mas pra quem tem pensamento forte o impossível é só questão de opinião

E disso os loucos sabem
Só os loucos sabem
Disso os loucos sabem
Só os loucos sabem

Toda positividade eu desejo a você
pois precisamos disso nos dias de luta
O medo segue os nossos sonhos
O medo segue os nossos sonhos
Menina linda, eu quero morar na sua rua

Você deixou saudade
Você deixou saudade
Quero te ver outra vez
Quero te ver outra vez
Você deixou saudade

Agora eu sei exatamente o que fazer
vou recomeçar, poder contar com você
Pois eu me lembro de tudo irmão, eu estava lá também
Um homem quando esta em paz não quer guerra com ninguém.

A Bailarina E O Soldado De Chumbo

Música: O Teatro Mágico / Composição: O Teatro Mágico.



De repente toda mágica se acabou
E na nossa casinha apertada
Tá faltando graça e tá sobrando espaço
Tô sobrando num sobrado sem ventilador

Vai dizer que nossas preces não alcançaram o céu?
Coração, que ainda vem me perguntar o que aconteceu
Conta se seu rosto por acaso ainda tem o gosto meu

Com duas conchas nas mãos,
Vem vestida de ouro e poeira
Falando de um jeito maneira
Da lua, da estrela e de um certo mal
Que agora acompanha teu dia
E pra minha poesia é o ponto final
É o ponto em que recomeço,
Recanto e despeço da magia que balança o mundo

Bailarina, soldado de chumbo
Bailarina, soldado de chumbo
Beijo e dor...
Bailarina, soldado de chumbo

Nossa casinha pequena
Parece vazia sem o teu balé
Sem teu café requentado
Soldado de chumbo não fica de pé
Nossa casinha vazia
Parece pequena sem o teu balé
Sem teu café requentado
Soldado de chumbo não fica de pé.


Morena Linda Flor

Música: Geraldo Azevedo / Composição:  Geraldo Azevedo/ Geraldo Amaral


Admiro o teu valor
Morena, linda flor
Entenda minha paixão
Ai! Meu coração
É um cantador
Que faz da vida uma canção

O que passou já passou
E em tudo que ficou
Eu tenho a minha razão
A canoa não virou
Só porque o amor
Guiou meu coração

Nada melhor do que a luz
Que ilumina depois
Porta de vidro, queixume
Veneno e ciúme
Escondem nós dois
Posso algum dia mudar
Mas agora você é meu desejo
Amor
Morena, linda flor
Entenda, por favor
Toda essa minha paixão
A canoa não virou
Só porque o amor
Guiou meu coração.



0 comentários: