...PasseAndando Por Ai LXXXIX

sábado, 6 de setembro de 2014
"Escrever é parte de mim. Assim como ler. Escrever é a minha respiração voltada para o mundo ao meu redor. Me escrevo e me descrevo a partir daquilo que as palavras transmitem. Quando o dia não tem sol ou se plantam nuvens em meu coração, escrevo para melhorar. Quando a vida está complexa correndo ao lado e nem eu mesma faço qualquer sentido, escrevo para ter noção de mundo, escrevo para observar e contemplar, escrevo para entender e organizar toda a série de sentidos que se movimenta aqui dentro.
O exercício frutífero dessa escrita que brota faz com que meu olhar seja condensado no entendimento e na espera. Porque tudo o que passa ao meu filtro do crivo da escrita, sempre melhora. Melhora porque muda. Muda no sentido de emudecer, porque escrever, te obriga a pensar no que é dito, te obriga a organizar o parágrafo, te obriga a fazer com que quem está lendo entenda o seu ponto de vista. Te obriga a refazer, riscar ou realinhar o que tinha sido dito, justamente para que seja entendido.
Então, é a partir desse exercício, de entrega e de escrita, que a vida melhora. Melhora porque muda, daí no sentido de mudar e não ser mais só um ingrediente do meu interior: é o meu lado de dentro colocado para o lado de fora, para que o outro veja. Escrever é se relacionar didaticamente com o outro e é compartilhar uma vida, ainda que dela, se entenda pouco. Escrever é um ato de solidariedade, quando você parte do princípio de descrever e imaginar aquilo que está contando para o outro e se multipliquem as ideias de ambos. O seu mundo interior se choca com o mundo de vários mundos e um universo se cria. Nasce uma imensidão de sentidos de uma mesma coisa ou esvaziam-se ideias antigas, que são repostas por novas.
Escrever é fluir, no sentido de reativar as marés. Escrever é palco para a tristeza virar poesia. Escrever é luz para a canção daquele dia, que fica mais bonito, porque a prosa fica rica, há um tempo para um cafezinho e ali, desfrutar da ideia de alguém, que de repente te traz uma visão diferente, que de repente expande o seu inconsciente e faz o mundo acontecer de forma melhor. Eu escrevo desde que me conheço por gente e, agora ainda mais, porque já ultrapassou todo sentido de necessidade. Escrever me dá prazer e me dá vontade, de usufruir da vida sempre um pouco mais."

1 comentários:

  1. Van disse...:

    Obrigada por compartilhar meu texto aqui no seu céu, querido Jason ! Obrigada pelo carinho ! Fico feliz que minhas palavras alcem voo ! Apareça sempre. Beijos